Fonte: OpenWeather

    Acidente em Iranduba


    Chocante: homem tem osso da perna exposto após ser atropelado no AM

    O autor do acidente fugiu do local sem prestar socorro à vítima. Já a vítima foi encaminhada ao hospital local

    | Foto: Divulgação

    Iranduba (AM) - Um homem identificado como Ney Reis Pereira, de 61 anos, se envolveu em uma grave acidente de trânsito na tarde deste domingo (15) após ser atingido por uma motocicleta em alta velocidade na Estrada Manoel Urbano, em Iranduba (a 27 km de Manaus). 

    De acordo com o 2º Comando do Corpo de Bombeiro Militar do Amazonas (CIBM), a vítima sofreu várias escoriações pelo corpo e teve fratura exposta na perna direta. "A vítima teve parte do osso da perna exposto. Acredito que ainda esteja passando por procedimentos cirúrgico", disse uma fonte policial por volta das 20h.

    O autor do acidente fugiu do local sem prestar socorro à vítima. Já a vítima foi encaminhada ao hospital local. 

    Leia também: Homem é encontrado degolado e acidente com vítima foram registrados na noite de sábado, em Manaus

    Outro acidente

    No último dia 13 de março, um motorista ficou ferido após perder o controle do carro e cair na canaleta central da rodovia Manoel Urbano (AM-070), estrada que liga Manaus a os outros três municípios da região metropolitana da capital. 

    O acidente aconteceu por volta das 7h30, nas proximidades de Iranduba. A vítima conduzia um carro modelo Fiat Uno, quando perdeu o controle da direção do veículo durante a forte chuva que atingiu a região e caiu na canaleta.

    A Polícia Civil do município não soube informar a identidade da vítima. De acordo com os investigadores, o homem teve escoriações pelo corpo e foi retirado do carro com ajuda de outros motoristas que passavam pela área. 

    A vítima foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu)  e levada para um hospital da capital.


    Leia mais:

    Caminhão é apreendido levando mais madeira que o autorizado pelo Ibama

    PC adota 'lei da mordaça' sobre investigação da chacina na Compensa

    MP é contra anulação de prisão de delegado que matou advogado no Porão