Fonte: OpenWeather

    Protestos do Funcionalismo


    Servidores estaduais do AM protestam por reajuste salarial

    Manifestantes fizeram protestos em frente à sede do governo por mais de quatro horas na manhã desta terça-feira

    Funcionários de diversas secretarias do Estado estiveram presentes na manifestação | Foto: Janailton Falcão

    Manaus – Servidores estaduais do Amazonas realizaram, na manhã desta terça-feira (15), manifestação em frente à Sede do Governo Estadual, localizada na avenida Brasil, bairro Compensa, Zona Centro Oeste de Manaus, em forma de reivindicação por aumento salarial para as categorias não contempladas nos últimos reajustes  do funcionalismo. O protesto durou aproximadamente quatro horas e serviu para chamar atenção de representantes do governo.

    O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Estaduais do Amazonas (Sispeam), Riad Ballut e outros representantes estiveram em reunião na sede do governo para tratar das reivindicações da classe.

    De acordo com servidores presentes no protesto, o último reajuste concedido para o funcionalismo ocorreu em 2014. Segundo eles, além da ausência de reajuste, benefícios como ticket alimentação e vale transporte, estão suspensos em algumas secretárias.

    Leia também: Manifestantes receberam propina para protestar a favor da FDN, diz SSP

    De acordo com o servidor da Secretaria Estadual de Cultura (Sec), Victor Dias, servidores da SEC aguardam reajuste salarial desde o ano passado. A secretaria criou a hashtag #movimentasec para dar visibilidade ao movimento da categoria.

    Representantes de sindicatos estiveram em reunião com funcionários do Governo para debater o reajuste
    Representantes de sindicatos estiveram em reunião com funcionários do Governo para debater o reajuste | Foto: Janailton Falcão

    Victor explicou que  funcionários chegaram a ter uma reunião com representantes do governo, mas não receberam resposta. “Em novembro do ano passado nos reunimos com o secretário para tratar desse assunto e só ouvimos que nosso pedido seria analisado”, disse o servidor. 

    A data base deve ser concedida todos os anos, normalmente durante o mês de maio, porém, mesmo com a mudança de governo, não houve reajuste. Victor afirma que a defasagem salarial aproximada é de 30,66%, porém  o índice pode aumentar.

    A Secretaria de Estado de Cultura criou o #movimentasec, para divulgar informações sobre as reivindicações de funcionários do órgão
    A Secretaria de Estado de Cultura criou o #movimentasec, para divulgar informações sobre as reivindicações de funcionários do órgão | Foto: Janailton Falcão

    “Se levarmos em consideração que nosso ticket alimentação foi retirado, a desigualdade chega a quase 38% em perdas salariais”, aponta o funcionário.

    Para ele, a falta de atenção do Governo com as demais secretarias estaduais, desvaloriza o servidor público. “Vimos as outras secretarias sendo contempladas e nós não recebemos nada. Nos sentimos lesados, impotentes e completamente desvalorizados”, lamenta.

    Além da database, funcionários também exigem o retorno de benefícios como vale transporte e ticket alimentação
    Além da database, funcionários também exigem o retorno de benefícios como vale transporte e ticket alimentação | Foto: Janailton Falcão

    A funcionária da Secretaria Estadual de Assistência Social (Seas), Raimunda conta  que muitas secretarias estão abandonadas pelo Governo. “Vivemos com um salário miserável enquanto os preços aumentam no supermercado", diz a funcionária estadual, complementando que muita gente está morrendo à míngua.

    A reportagem solicitou um posicionamento do Governo Estadual sobre as negociações para a concessão do reajuste aos funcionários, porém, até a publicação desta matéria, não obteve respostas.

    Leia mais: 

    PMs interditam Torquato Tapajós em protesto e ameaçam greve no AM

    Sede do Governo volta a ser palco de protesto de professores

    Protesto de trabalhadores da construção civil bloqueia Djalma Batista