Distanciamento Social


Fiscalização autua cafés da manhã da Feira do Parque 10 em Manaus

Prefeitura intensificou fiscalização e autuou cafés da manhã por desrespeito ao distanciamento social

A inspeção autuou cafés da manhã que não respeitavam o distanciamento social e outras medidas preventivas à Covid-19 na feira do Parque Dez, zona Centro-Sul.
A inspeção autuou cafés da manhã que não respeitavam o distanciamento social e outras medidas preventivas à Covid-19 na feira do Parque Dez, zona Centro-Sul. | Foto: Divulgação

Manaus - A  fiscalização sanitária da Prefeitura de Manaus visitou balneários e cafés da manhã, neste domingo, 20/9, como parte das  medidas de prevenção e controle ao novo coronavírus anunciadas pelo prefeito Arthur Virgílio Neto. As informações são da assessoria.

A inspeção autuou cafés da manhã que não respeitavam o distanciamento social e outras medidas preventivas à Covid-19 na feira do Parque Dez, zona Centro-Sul. A fiscalização ocorreu, ainda, nas zonas Oeste, Leste e rural. 

As equipes fizeram inspeção nos estabelecimentos para verificar o cumprimento das recomendações higiênico-sanitárias estabelecidas para o período de pandemia, como o distanciamento social, o uso obrigatório de máscaras e a disponibilidade de álcool em gel 70%. 

Feira do Parque 10

Na feira do Parque Dez, os oito boxes que oferecem café da manhã foram autuados por não respeitar o distanciamento social, com mesas próximas, e por não respeitar outras medidas preventivas relacionadas à Covid-19. 

“Nessa operação de hoje, o propósito é verificar as ações de enfrentamento à Covid-19 nos cafés da manhã e nos balneários. Estamos verificando se os estabelecimentos estão conseguindo manter o distanciamento social, se estão exigindo o uso de máscara e se estão disponibilizando meios para higienização das mãos, como pia e sabão ou o álcool em gel”, reforçou o fiscal da Visa Manaus, Jardson Braz. 

Outros espaços

Nos outros 16 espaços comerciais fiscalizados, 13 eram cafés da manhã e três balneários. A equipe de fiscais da Visa não encontrou irregularidades passíveis de autuação, apenas orientou e fez recomendações aos responsáveis dos estabelecimentos. 

Multa

A multa aplicada nos casos de aglomeração, por exemplo, é de 20 UFMs (Unidades Fiscais do Município), mas aumenta a cada reincidência, podendo chegar a 400 UFM, o que corresponde a aproximadamente R$ 40 mil. Os espaços que estiverem descumprindo as regras poderão ser interditados e multados. 

A assessoria informou em nota ao EM TEMPO quer a ação vai se repetir nos fins de semana e complementa a programação de inspeções semanais da Visa feitas individualmente ou em parceria com outros órgãos fiscalizadores, como os agregados na Central Integrada de Fiscalização (CIF).