Fonte: OpenWeather

    Mandados e flagrantes


    Operação prende 23 suspeitos na Zona Sul, palco de guerra do tráfico há um mês

    No decorrer da operação, foram apreendidos, aproximadamente cinco quilos de cocaína, um revólver calibre 38, um revólver calibre 32, uma pistola calibre 380, duas balanças de precisão, além de R$ 4,9 mil em espécie

    Operação prende 23 suspeitos na Zona Sul. | Foto: Marcely Gomes

    Com a intenção de retirar das ruas suspeitos de envolvimento em crimes como como homicídio, furto, roubo, tráfico de drogas e associação ao tráfico, 23 mandados de busca apreensão foram cumpridos pelas polícias Civil e Militar na manhã desta quarta (6), em bairros da zona Sul de Manaus. Intitulada Operação Impacto de Segurança, a ação deve ter continuidade no decorrer desta semana em outras zonas da capital.

    De acordo com o delegado geral da Polícia Civil, Mariolino Brito, a operação teve início nas primeiras horas da manhã desta quarta, e ao logo dos trabalhos algumas pessoas foram presas, em flagrante, pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e outras 14 por tráfico de drogas e associação.

    “Todos os órgãos de Segurança Pública estão trabalhando juntos para tirar de circulação determinadas pessoas que contribuem para que a segurança do cidadão seja ameaçada. Apreendemos, aproximadamente, cinco quilos de cocaína, um revólver calibre 38, um revólver calibre 32, uma pistola calibre 380, duas balanças de precisão, além de R$ 4,9 mil em espécie”, disse Mariolino.

    Leia também: Nova biografia de Silvio Santos chega às livrarias

    Ainda segundo delegado geral, a Operação Impacto foi concentrada no bairro Praça 14, onde no início de novembro deste ano ocorreu uma suposta guerra pela liderança do tráfico na comunidade após a morte do traficante Ramerson Albuquerque de Oliveira, de 33 anos, o “Gogonha”, executado com cinco tiros em um carro no beco Tarumã.

    “A operação foi concentrada, especialmente, na área da Praça 14 e bairros adjacentes. Estamos realizando trabalhos constantes naquela região para evitar que moradores da comunidade entrem em pânico. Toda nossa investigação se materializou em relação às denúncias que recebemos”, finalizou Mariolino

    Após os procedimentos cabíveis os presos da operação serão encaminhados para os Centros de Detenção Provisória de Manaus (CDP).


    Edição: Luis Henrique Oliveira


    Leia mais:

    Grafiteiros amazonenses expõem no Shopping Ponta Negra

    Inovações marcam os tradicionais espetáculos de Natal

    O sabor natalino da chocolatier Talita Avelino