Fonte: OpenWeather

    Transtorno


    Moradores reclamam de vazamento de água em muro de escola no Dom Pedro

    O odor forte é a principal queixa de quem mora na avenida José Alvares Maciel

    O vazamento acontece há anos, segundo moradores | Foto: Nícolas Daniel Marreco

    Manaus - Moradores da avenida José Alvares Maciel, no Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus, reclamam de um vazamento de água no muro da escola Estadual Senador Petrônio Portella. Eles afirmam que o problema dura há anos, e que o forte odor toma conta da rua.

    Segundo relatos de moradores da localidade, a diretora da instituição sempre afirma que não pode fazer nada.

    O vigia identificado como Tonelada, de 61 anos, é morador há 12 anos da rua e relata que esta história se repete todos os anos. "Nunca soubemos se a água é do esgoto da escola ou só da chuva, mas ela tem um odor muito forte. A água fica acumulada em um pequeno córrego e quando chove, transborda para a rua", disse.

    Leia também: Projeto de robótica representa escola de Manaus no exterior

    O sistema de esgoto da escola é falho, além do acúmulo de despejos, fala autônomo
    O sistema de esgoto da escola é falho, além do acúmulo de despejos, fala autônomo | Foto: Nicolas Daniel Marreco

    Diversas conversas com a diretora já foram feitas, ele disse, mas nenhuma chegou a uma solução efetiva. "Ela disse que não é responsabilidade dela e que não tem como ajudar. Esse espaço na escola é cercado por árvores e mato crescido. Serve até de motel para os alunos, pois sempre vemos por cima do muro", falou.

    Outra moradora, a estudante Caroline Silva, mora em frente ao vazamento de água. Desde que ela se mudou, há cerca de um ano, o odor invade a casa dela. "Quem tem quintal, não pode nem receber visitas. É muito constrangedor", falou.

    Com a constante passagem da água, buracos pequenos começaram a se formar no muro
    Com a constante passagem da água, buracos pequenos começaram a se formar no muro | Foto: Nícolas Daniel Marreco

    Com a água sendo jorrada constantemente pelo muro, outros pequenos buracos se formam, ameaçando uma infiltração do muro e a estrutura física. A calçada de frente é visivelmente vista com lodo, após tanto tempo do despejo incorreto das águas.

    Seduc

    Em nota, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informou que equipes de manutenção já se encontram na escola desde segunda-feira (9) e até o dia 16 as obras devem ser concluídas.

    Leia mais

    Obesidade cresce entre os manauaras e acende alerta

    Ifam doa área para construção de Centro Municipal de Educação

    Candidatos denunciam envelope violado em concurso da Seduc em Manaus