Fonte: OpenWeather

    Turista desaparecida


    Bombeiros acreditam que jovem esteja dentro de caverna em Figueiredo

    Equipe de resgate acredita em 100% de chances de localizar o corpo da turista que caiu da cachoeira do Santuário, em Presidente Figueiredo, ao tentar tirar uma selfie

    Este é o quinto dia que a turista está desaparecida | Foto: Divulgação

    "

    Acreditamos que ainda temos 100% de chance de encontrar o corpo da vítima. Mesmo assim, apenas trabalhamos com hipóteses de onde ela esteja, não temos certeza. Encontramos fortes indícios de que ela esteja em alguma caverna, dentro da fenda onde caiu, engatada em algum detrito "

    Denis Ferreira, Sargento do Corpo de Bombeiros

    Presidente Figueiredo - As palavras do sargento que acompanha o quarto dia dos trabalhos de busca pelo corpo da turista fluminense Michelle Costa, de 22 anos, que caiu, no último domingo (8), de uma queda de 12 metros na cachoeira do Santuário, no quilômetro 12 da AM-240, em Presidente Figueiredo (município distante 107 km de Manaus), quando tentava tirar uma selfiesão de esperança para a família da vítima. Natural do Rio de Janeiro, a moça estava em viagem com uma amiga pelo município conhecido como a "Terra das Cachoeiras".

    Nos últimos dois dias, as fortes chuvas na região aumentaram consideravelmente a correnteza da queda d'água. O local da queda, de aproximadamente 12 metros de profundidade, só pode ser acessado por técnicas de rapel, segundo Ferreira.

    Leia também: Turista desaparece ao cair em cachoeira quando fazia selfie no Amazonas

    "A fenda de 12 metros é perto do local da queda e já excluímos a chance dela estar em outro ponto da cachoeira. As equipes de resgate fizeram varredura de até três quilômetros no perímetro de onde a turista foi vista pela última vez e não encontraram nada. As equipes vão tentar mais uma vez entrar hoje na fenda por meio de rapel", disse.

    As equipes de mergulho já percorreram três quilômetros após o local da queda
    As equipes de mergulho já percorreram três quilômetros após o local da queda | Foto: Divulgação/Bombeiros

    Dentro da fenda, os bombeiros afirmaram que há cavernas no local e que o corpo possa estar engatado em algum detrito natural. Apesar de nesta quinta (12) completar cinco dias de desaparecida, a equipe de resgate ainda acredita em total chance de sucesso.

    Caso os bombeiros constatem de que a moça não esteja dentro da fenda, farão uma nova varredura no local e analisarão a possibilidade da continuidade das buscas. "Se ela não for achada, vamos reanalisar a situação e decidir se as buscas ainda são viáveis. Queremos dar respostas à família, que se encontra no local, o mais rápido possível", completou.

    A área da cachoeira foi fechada para banhistas devido às buscas e somente os envolvidos com a equipe de resgate podem acessar o local. A família da turista veio do Rio de Janeiro para acompanhar de perto as buscas e está hospedada no local. A reportagem não conseguiu contato com a amiga da vítima, mas os bombeiros afirmaram que ela passa bem.

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais

    Desaparecimento de turista no Amazonas e o perigo das selfies

    Buscas por turista que desapareceu ao cair em cachoeira são retomadas

    Turista que caiu em cachoeira permanece desaparecida