Fonte: OpenWeather

    Patrulhamento Ostensivo


    PMs recebem novas viaturas para combater onda de crimes em Manaus

    Os veículos locados custam R$ 10,5 mil por mês. No total, as 150 viaturas alugadas custam aos cofres públicos do Estado mais de R$ 1,5 milhão por mês

    As 68 novas viaturas vão atender os bairros da Zona Oeste, Centro-Oeste e Sul de Manaus
    As 68 novas viaturas vão atender os bairros da Zona Oeste, Centro-Oeste e Sul de Manaus | Foto: Josemar Antunes

    Manaus - Visando o combate ao crime e a manutenção da ordem pública, a Polícia Militar do Amazonas (PMAM) recebeu 68 novas viaturas para o patrulhamento ostensivo policial nos bairros das Zonas Oeste, Centro-Oeste e Sul de Manaus. A entrega simbólica dos veículos modelo Renault/Oroch, foi realizado na manhã desta quarta-feira (1º), no Complexo Turístico da Ponta Negra, Zona Oeste da capital.

    Com orçamento mensal em mais de R$ 10 mil, as novas viaturas alugadas farão parte da frota já existente para concluir o plano de patrulhamento ostensivo pela PM, implantado desde outubro do ano passado em bairros da Zona Norte, Leste e Centro-Sul. 

    Para as polícias Militar e Civil, a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM) renovou mais de 370 viaturas, sendo mais de 300 na capital e o restante no interior do Estado. Ainda está em processo a aquisição de 200 picapes, das quais 100 irão atender o policiamento do interior.

    Leia também: Polícia trabalha para identificar e prender dupla que matou estagiário

    O custo de cada viatura está orçado em mais de R$ 10 mil por mês
    O custo de cada viatura está orçado em mais de R$ 10 mil por mês | Foto: Josemar Antunes

    De acordo com o secretário da SSP-AM, coronel Anézio Paiva, os veículos irão integrar o sistema de segurança pública com custo mensal orçado em R$ 10,5 mil (cada uma), com tecnologia de GPS, rádio comunicador e sirene. Ao todo, as 150 viaturas alugadas custam aos cofres públicos do Estado mais de R$ 1,5 milhão por mês. 

    “A nossa frota é toda locada justamente para ter uma efetividade das viaturas nas ruas. Se quebrar uma viatura, já se coloca um veículo reserva para que não tenha descontinuidade do policiamento nas ruas. Cada Companhia Interativa Comunitária (Cicom) é dividida em setores de policiamento, onde cada viatura será responsável pelo setor de mancha criminal, paralelo as operações para atuar no combate à criminalidade. Lembrando que as 68 viaturas não estão substituindo as que já existem, mas sim somando”, destacou Paiva.

    O coronel ressaltou, ainda, que os serviços de inteligência da cúpula de segurança vêm trabalhando para reduzir os homicídios e identificar os criminosos que planejam executar membros de facções rivais. Na noite do dia 26 de julho deste ano, cinco homens apontados pela polícia como integrantes de uma facção criminosa foram mortos, no bairro São Jorge, Zona Oeste. 

    Os veículos modelo Oroch, da Renault, irão circular nas ruas com tecnologia de GPS, rádio comunicador e sirene
    Os veículos modelo Oroch, da Renault, irão circular nas ruas com tecnologia de GPS, rádio comunicador e sirene | Foto: Josemar Antunes

    “As operações em conjunto das forças de segurança vêm reduzindo os índices de homicídios. Tanto que conseguimos reduzir os assassinatos no mês de julho, com trabalho eficaz das polícias Civil e Militar no combate ao crime. Estamos fazendo a nossa parte no sistema de segurança pública. Nossas operações não estão somente focadas nos crimes de homicídios, mas os assaltos nos ônibus, furtos e roubos também fazem parte das operações ‘Catraca’ do sistema de segurança”, declarou Paiva.

    Próximo ao local da entrega das viaturas, usuários do transporte público disseram ao Em Tempo que as viaturas não irão resolver em 100% a criminalidade, tendo em vista que os criminosos agem sempre com ausência de policiais. 

    “Estamos à mercê da bandidagem. Hoje você é roubado na rua, nos pontos de ônibus e até dentro de casa. Estamos sem segurança e os criminosos estão levando vantagem. A gente sai para trabalhar, mas não sabe se volta com vida para casa”, disse Paulo Júnior, de 43 anos, que trabalha como consultor de vendas.

    Reforço

    Os 68 veículos irão patrulhar os bairros: Santo Antônio, Glória, São Raimundo, Compensa, Ponta Negra, Lírio do Vale, Nova Esperança, Tarumã, São Jorge e Vila da Prata, na Zona Oeste; Alvorada, Dom Pedro, Redenção, Bairro da Paz e Planalto, na Zona Centro-Oeste; Betânia, Cachoeirinha, Colônia Oliveira Machado, Centro, Crespo, Distrito Industrial 1, Educandos, Japiim, Morra da Liberdade, Praça 14 de Janeiro, Raiz, São Francisco, Santa Luzia, Presidente Vargas e Vila Buriti, na Zona sul.

    Criminalidade

    No primeiro semestre de 2018, foram registrados mais de 26,6 mil crimes de roubo, furtos, homicídios, latrocínios, sequestros, e agressões físicas. Em média, 147 casos por dia. Os dados foram divulgados pela SSP-AM.

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais: Maus Caminhos: coronel PM, médico e empresária são alvos de nova ação

    Câmeras com problemas apontam falha de segurança na Zona Leste

    Mesmo com aumento de homicídios, SSP diz que situação está controlada