Fonte: OpenWeather

    Manifestação


    Aproximadamente 500 terceirizados de refinarias protestam em Manaus

    Os trabalhadores contestam a falta de contratação de mão de obra local, que vem sendo substituída por pessoas de outros estados

    Trabalhadores de empresas terceirizadas realizando protesto em frente à Refinaria Isaac Sabbá (Reman)
    Trabalhadores de empresas terceirizadas realizando protesto em frente à Refinaria Isaac Sabbá (Reman) | Foto: Waldir Adriano

    Manaus – Em nova manifestação, funcionários terceirizados de refinarias da Petrobras, no Distrito Industrial, na Zona Sul de Manaus, paralisaram as atividades na manhã desta sexta-feira (10). Eles bloquearam o acesso à rua Rio Quixito, em Frente à Refinaria Isaac Sabbá (Reman).

    O grupo de aproximadamente 500 pessoas afirma que as empresas que prestam serviços para a Petrobras não estão cumprindo acordos feitos para contratação de mão de obra local. 

    Leia também: Após protesto, terceirizados negociam com a Petrobras e retomam trabalhos na Remam

    O montador industrial Régis Paiva, de 50 anos, afirma que, desde a última manifestação realizada no mesmo local, no dia 5 de julho, as empresas não têm cumprido com o acordo de contratar 80% de mão de obra local e 20% de outros estados. 

    “Eles ficam botando panos quentes para que não façamos protestos assim como esse. Eles contratam dez pessoas daqui e, depois, chamam outras 60 de fora”, denunciou o montador. 

    Segundo os manifestantes, a situação causa revolta entre trabalhadores da classe pois não há necessidade de importar funcionários quando há aqui no Estado mão de obra qualificada. 

    “Temos muitos trabalhadores capazes de trabalhar e apenas esperando por uma vaga. Eles estão desqualificando nossos trabalhadores”, pontuou o montador Régis Paiva. 

    Policiais militares da 7ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e da Força Tática estiveram no local para monitorar a situação e até a publicação desta matéria não havia registro de violência por conta do movimento. 

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais: 

    Buzinaço e lentidão no trânsito marcam manhã de protestos em Manaus

    Caminhoneiros bloqueiam BR-174 em protesto contra alta de combustíveis

    Funcionários abandonados no interior do AM fazem protesto em Manaus