Solidariedade


Permissionários e vendedores de coco recebem doações de cestas básicas

O Fundo Manaus Solidária entrou em contato com a comissão da Ponta Negra para fazer o auxílio aos permissionários, que tiveram suas rendas paradas sem o comércio

 A campanha #ManausSolidária, promovida pelo município, atende pessoas em vulnerabilidade ou risco social neste momento de pandemia
A campanha #ManausSolidária, promovida pelo município, atende pessoas em vulnerabilidade ou risco social neste momento de pandemia | Foto: Divulgação

Manaus - Trabalhadores permissionários que atuavam no Complexo Turístico da Ponta Negra, na zona Oeste, receberam 83 cestas básicas através do Fundo Solidário Manaus entre esta quinta-feira (28) e sexta-feira (29), em atenção às vendas interrompidas. As entregas foram divididas em dois dias para não aglomerar pessoas e manter o distanciamento social.

As doações alcançaram os trabalhadores das barracas de praia que atuam no parque, desde os mais antigos vendedores de água de coco até os ambulantes que trabalham no calçadão e permissionários da Ponta Negra. 

“Quando soubemos dos permissionários, onde há um público de risco, com muitos idosos, nos propusemos a ajudar também, assim como temos feito com muitas famílias em situação de vulnerabilidade social. E isso só está sendo possível porque muitas pessoas, empresas e entidades da sociedade civil têm colaborado com a nossa campanha #ManausSolidária. Agradeço, em meu nome e do prefeito Arthur Virgílio Neto, a todos que vêm nos ajudando”, disse a presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro.

Atenta às demandas das mais diversas categorias, sobretudo no que diz respeito à alimentação, a presidente do Fundo Manaus Solidária tem orientado para que fosse feito um esforço para atender, dentro das possibilidades, demandas que estejam fora das usualmente atendidas pela equipe do Fundo. A campanha #ManausSolidária, promovida pelo município, atende pessoas em vulnerabilidade ou risco social neste momento de pandemia.

O ponto de coleta da campanha #ManausSolidária funciona de segunda a sexta-feira, de 9h às 13h, no estacionamento da prefeitura, na avenida Brasil, nº 2.971, Compensa, zona Oeste
O ponto de coleta da campanha #ManausSolidária funciona de segunda a sexta-feira, de 9h às 13h, no estacionamento da prefeitura, na avenida Brasil, nº 2.971, Compensa, zona Oeste | Foto: Divulgação

"Fiquei sem trabalhar, mas é uma situação que atinge todo mundo e essa ajuda vem em boa hora. Agradeço porque vai atender bem a mim e a minha família", disse uma das 22 permissionárias autorizadas a vender coco na Ponta Negra, Maria do Carmo Cruz, 65.

O permissionário da Praça dos Cocos, Arnaldo Moreira da Silva, lembrou que eles ficaram pouco tempo no espaço após a reforma realizada pela prefeitura. "Foi uma melhoria grande, ganhamos em infraestrutura, banheiro, mais conforto e segurança para atender aos clientes. Mas, infelizmente, veio a pandemia e precisamos parar", contou.

A Praça dos Cocos, totalmente modernizada e com melhoria dos quiosques padronizados, foi entregue no início de março, ganhando revitalização no passeio público e reforma. Os 22 permissionários instalados tradicionalmente na avenida Coronel Teixeira ganharam uma obra que, além de padronizar os boxes, permitiu o melhor conforto, segurança e atendimento aos clientes. O espaço tem estrutura metálica, piso em pedra portuguesa, bancadas de granito, gradis de segurança, brises em metalon e banheiro próprio.

"Essas pessoas são humildes, trabalham com o comércio na praia e precisam da nossa ajuda, sendo atendidas pela campanha. O Fundo Manaus Solidária entrou em contato com a comissão para fazer o auxílio aos permissionários, que tiveram suas rendas paradas sem o comércio e o parque e praia interditados", explica a coordenadora da Comissão da Ponta Negra, Rosângela Macedo.

Apoio e doações

Pessoas em situação de rua e em vulnerabilidade continuam a contar com o apoio das doações realizadas por meio da campanha #ManausSolidária, da Prefeitura de Manaus, coordenada pelo Fundo Manaus Solidária. A campanha reforça as ações de enfrentamento à Covid-19, e tem recebido contribuições por parte da população e de empresas, mobilizando auxílio aos mais necessitados.

Todos os itens doados são destinados aos espaços de acolhimento do município e a pessoas que estejam, comprovadamente, em situação de vulnerabilidade ou risco social, além de demandas espontâneas realizadas a órgãos ou secretarias da prefeitura.

Aqueles que desejarem contribuir podem realizar a doação de alimentos em geral, roupas, calçados, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), produtos de higiene pessoal, entre outros itens de primeira necessidade, que são bem-vindos na ajuda a quem mais necessita.

O ponto de coleta da campanha #ManausSolidária funciona de segunda a sexta-feira, de 9h às 13h, no estacionamento da prefeitura, na avenida Brasil, nº 2.971, Compensa, zona Oeste. As doações são recebidas por meio do sistema drive-thru. Usuários da empresa de mobilidade urbana 99 têm, até o fim de maio, 50% de desconto no valor das corridas, caso queiram aderir à campanha. Para participar, basta selecionar o ponto de coleta como destino final e inserir o cupom “99MOBILIZAMAN” no aplicativo.

Diversas empresas e organizações também aderiram à campanha e realizaram doações por meio do drive-thru solidário. Com a entrega de cestas básicas, contribuíram entidades como o grupo Transire, LG Lugar de Gente e o Consulado da Bélgica no Brasil. A Moto Honda da Amazônia doou duas motocicletas para ser utilizadas pelas equipes do hospital de campanha municipal Gilberto Novaes, na zona Norte. O grupo Transire também realizou a doação de 95 Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), destinados aos coveiros do município, e a empresa concessionária Águas de Manaus doou 33 mil EPIs para o hospital de campanha e profissionais de saúde que estão na linha de frente de combate ao Covid-19.