Fonte: OpenWeather

    Flagrante


    Operação Natal do Detran-AM flagra 34 condutores na Lei Seca

    No total, 191 pessoas foram autuadas por diversos tipos de irregularidades. Além disso, 10 pessoas se recusaram a fazer o teste do bafômetro e 25 condutores tiveram os veículos removidos

    As fiscalizações aconteceram da noite desta quinta (24) até a manhã da sexta-feira (25).
    As fiscalizações aconteceram da noite desta quinta (24) até a manhã da sexta-feira (25). | Foto: Mateus Nogueira

    Manaus - As fiscalizações de trânsito realizadas no Natal pelo Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) resultaram em 34 flagrantes de condutores dirigindo sob o efeito de bebida alcoólica. Os agentes do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot) ainda removeram 25 veículos para o parqueamento, por diversas irregularidades, entre eles um Ford Mustang GT. 

    De acordo com o coordenador do Neot, Victor Mansur, o Mustang foi removido porque o condutor fugiu do local. “Nós solicitamos que ele fizesse o teste do bafômetro, e ele disse que iria fazer, mas quando percebemos, ele abandonou o local. Cerca de uma hora depois, o advogado do condutor apareceu pedindo desculpas, mas o veículo já havia sido removido”, explicou. 

    As fiscalizações aconteceram da noite desta quinta (24) até a manhã da sexta-feira (25). As blitzes foram montadas nas avenidas Efigênio Sales, Mário Ypiranga Monteiro e Governador José Lindoso.

    No total, 191 pessoas foram autuadas por diversos tipos de irregularidades. Além disso, 10 pessoas se recusaram a fazer o teste do bafômetro e 25 condutores tiveram os veículos removidos. 

    A operação Lei Seca foi realizada em diversas zonas da cidade visando combater as irregularidades no trânsito durante as comemorações natalinas. 

    Multas 

    No artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) consta que as pessoas flagradas dirigindo sob efeito de bebida alcoólica devem ter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida e perder o direito de dirigir por 12 meses, sendo ainda multados em R$ 2.934,70. 

    Já os condutores que se recusarem a fazer o teste do bafômetro, serão enquadrados no artigo 165-A, que prevê as mesmas sanções aplicadas a quem testou positivo no bafômetro.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Detran-AM inicia Operação de festas de fim de ano

    Detran-AM anuncia mudança no atendimento presencial

    Mais de 30 condutores são detidos sob efeito de álcool pelo Detran-AM