Fonte: OpenWeather

    Histórico


    Cidade do AM é a primeira do Brasil a vacinar 80% do público-alvo

    Benjamin Constant, no oeste do estado, já vacinou mais de 80% do público-alvo, se tornando o primeiro município do país, seguindo o Plano Nacional de Imunização (PNI), a atingir a marca

     

    Benjamin Constant já colhe os impactos positivos acarretados pela imunização em massa
    Benjamin Constant já colhe os impactos positivos acarretados pela imunização em massa | Foto: Divulgação

    BENJAMIN CONSTANT - Imagine poder andar sem máscara, se reunir com a família inteira e festejar com os amigos. Apesar de atualmente ser uma rotina distante da maioria dos brasileiros, uma cidade amazonense  está prestes a voltar à "normalidade".

    Localizado na foz do rio Javari, Benjamin Constant, a 1,119 quilômetros ao oeste de Manaus, se tornou o primeiro município do Brasil a cumprir a meta do Plano Nacional de Imunização (PIN) contra a Covid-19 e vacinar mais de 80% da população com idade superior a 18 anos. 

      De acordo com a prefeitura do município, o público alvo da vacinação na região gira em torno de 25 mil pessoas. Desses, cerca de 20 mil já receberam a primeira dose, e, pelo menos, 11 mil já tomaram a segunda aplicação da vacina.  

    Benjamin Constant já colhe os impactos positivos acarretados pela imunização em massa. Também nesta sexta, a cidade atingiu a marca de 30 dias sem contabilizar nenhum óbito e nenhuma internação provocada pela Covid-19, de acordo com as autoridades locais.  

    Ao EM TEMPO, o prefeito do município, David Bemerguy (MDB), comentou sobre os desafios e o sucesso da vacinação em Benjamin.

    "

    É um momento de muita alegria e felicidade, porque nós sofremos muito com as consequências dessa pandemia, até porque estamos localizados em uma região fronteiriça, onde há muita movimentação de pessoas. Além disso, a gente está muito distante da capital, o que dificultava muito o tratamento de quem apresentava um quadro grave e precisava ser internado "

    explicou, o gestor

     

    Apesar da euforia, o prefeito afirma que os cuidados contra a proliferação do novo coronavírus continuarão sendo mantidos, até que toda a população esteja completamente imunizada. 

    ''Nós continuaremos tomando todos os procedimentos de segurança, com distanciamento e todos os protocolos que uma pandemia exige, até que todos os moradores recebam a aplicação da segunda dose da vacina, para enfim voltarmos à normalidade, de fato", ponderou Bemerguy.

    Campanha de vacinação enfrentou avalanche de desinformação

    Sintomático em todo o país, a desinformação e uma série de teorias conspiratórias envolvendo os imunizantes contra a Covid-19  também se espalharam pelo município.

    "

    Muita gente tinha receio em tomar o imunizante, alguns acreditavam em notícias falsas. A gente teve de fazer um esforço enorme, promovendo campanhas publicitárias com informações corretas, acerca da importância de se vacinar, e fomos convencendo, gradualmente, a grande maioria da população a participar do programa de imunização "

    ,, afirmou

     

    Conforme o chefe do Executivo municipal, o sucesso da vacinação se deve principalmente à ciência e aos profissionais da saúde.

    "Sou muito grato à ciência e também aos profissionais da saúde, que não mediram esforços e foram a vários locais remotos, em comunidades onde o acesso é muito difícil. Tudo para que nós pudéssemos ter êxito no nosso cronograma de vacinação e conseguíssemos vencer a batalha contra a Covid-19", finalizou o prefeito

    Antes de Benjamin, município de SP também já recebeu vacinação em massa

    A cidade de Serrana, no interior paulista, concluiu a vacinação do público-alvo antes de Benjamin Constant, mas não por meio do PNI. Serrana foi o município escolhido para ser utilizado como do estudo da CoranaVac. O resultado demonstrou que, com 75% da população geral vacinada, a pandemia do novo coronavírus pode ser controlada. O dado foi apresentado na última segunda-feira (31), em entrevista coletiva no Instituto Butantan, um dos fabricantes da vacina.

    “O estudo indica que com 75% da população imunizada com duas doses da vacina, a pandemia foi controlada em Serrana e isso pode se reproduzir em todo o Brasil”, disse João Doria, governador de São Paulo, durante a apresentação do estudo.

    Leia mais

    Trabalhadores rodoviários e caminhoneiros recebem vacina em Manaus

    David Almeida pede que população tome a 2ª dose da vacina em Manaus

    No Brasil, 62,7% dos municípios relatam aumento de casos de Covid-19