Fonte: OpenWeather

    Inovação


    Ferramenta ajuda a identificar problemas em carros durante viagens

    Sistema alerta motoristas sobre luz de freio queimada, pneu murcho, luz de ré queimada, porta entreaberta, farol alto, entre outros defeitos durante uma viagem na estrada

    As mensagens emitidas pelo aparelho terão um alcance de 60 metros quadradados
    As mensagens emitidas pelo aparelho terão um alcance de 60 metros quadradados | Foto: Divulgação

    Manaus - Um mineiro acaba de inventar uma ferramenta que promete solucionar o problema de comunicação no trânsito e evitar acidentes, brigas e outras situações de risco. O pai do "Sistema de Cooperação no Trânsito", Paulo Gannam, entrou em contato com a reportagem do Portal Em Tempo para divulgar seu trabalho e buscar patrocínio a fim de colocar o produto no mercado. 

    Uma das principais propostas da ferramenta é ter uma usabilidade mais simples possível, mais do que até os smartphones. Por esse motivo que funciona em um pequeno aparelho com tela digital, emitindo pequenas frases ou palavras pré-definidas que podem ser selecionadas por código e transmitidas de forma instantânea, possibilitando uma comunicação precisa e veloz entre os motoristas.  

    A comunicação em rede própria acontece entre todos os motoristas que possuírem o aparelho, mas Paulo confirma que também já desenvolveu um novo método para incluir motoristas que não tem o aparelho, por meio de um aplicativo de celular. As mensagens enviadas por hardware, ou seja, somente pelos aparelhos tem alcance de 60 metros quadrados, em todos os veículos próximos.

    Leia mais: Criado no Amazonas aplicativo Mobi conquista público e alcança o exterior

    O usuário do sistema pelo celular, pode escolher a quem enviar uma mensagem
    O usuário do sistema pelo celular, pode escolher a quem enviar uma mensagem | Foto: Divulgação

    Já para quem possuir o aplicativo de celular, poderá escolher o alcance, se menor ou maior, e também poderá enviar mensagens em fração de segundos, por meio de áudio, que pode ser convertido em texto e vice e versa. Outra vantagem é que a mensagem pelo aplicativo pode ser direcionada a um determinado veículo, apenas dizendo as características do mesmo. 

     “Este sistema evitará acidentes graves e ajudará a criar um clima amistoso e de cooperação, de forma rápida ágil e sem distração ao volante, que é o mais importante para que o produto não seja contraproducente”, comenta o inventor. 

    De acordo com Paulo, o equipamento também possibilitará a troca de informações instantâneas entre polícia, Corpo de Bombeiros e demais instituições governamentais ligadas de algum modo ao trânsito, além de facilitar a troca de informações entre cidadãos e instituições do governo sobre acidentes.

    O aparelho é pequeno e pode ser facilmente adaptado no painel do veículo
    O aparelho é pequeno e pode ser facilmente adaptado no painel do veículo | Foto: Divulgação

    Opções de mensagens

    A gama de mensagens que podem ser emitidas pelo aparelho é imensa, mas a escolha é fácil e prática para o motorista no momento em que dirige, podendo escolher mensagens como, por exemplo, “luz de freio queimada”, “pneu murcho”, “luz de ré queimada”, “porta entreaberta”, “pessoa doente no carro”, “farol alto”, “desculpe”, “obrigado”, entre outras. 

    Cada mensagem contará com uma numeração ou imagem associativa, identificada no aparelho que pode ficar no painel do carro. A escolha se dá por meio de botões que, acionados, ativam a mensagem exata que se deseja enviar ao receptor, não tirando a atenção do motorista por ser de fácil e ágil manuseio. 

    O inventor informou que já fez a solicitação de patente dos dispositivos no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), mas segue aguardando os trâmites legais que normalmente são demorados, a exemplo de outras duas patentes que solicitou e demorou sete anos para receber o deferimento. 

    O jornalista destaca a boa usabilidade do aparelho
    O jornalista destaca a boa usabilidade do aparelho | Foto: Divulgação

    Financiador 

    Com o plano de negócios preliminar e o depósito de patente já concebidos, Gannan busca agora parceiros industriais e comerciais atuantes no mercado de tecnologia automotiva., telemetria veicular, telecomunicações e empresas que trabalhem com internet das coisas, e também àquelas de comunicações entre veículos. 

    Para o equipamento, já foram realizados estudos com 34 pessoas das regiões sul e sudeste sobre a receptividade ao produto, que por sinal apresentou resultados interessantes e positivos, segundo o inventor, além do estudo de viabilidade econômica e financeiro no mercado automotivo. 

    “Estou buscando um parceiro capaz de aprofundar estudos de mercado automotivo e até outros mercados. Se apontada uma efetiva viabilidade, que esse investidor possa lançar o produto nos mercados de atuação dele, por meio de licenciamento de patente ou de sociedade”, detalhou. 

    | Foto: Divulgação

    Custo do produto

    Gannam informou que ainda não tem como avaliar quanto o produto deve custar para o consumidor final se chegar ao mercado. Mas informou que já tem um valor de custo de produção dos protótipos, que gira em torno de U$ 9 (dólares) por produto, incluindo hardware e serviço para celular. O valor final vai depender das margens de lucro praticado pela empresa que vir a patrocinar o produto. 

    Paulo é formado em jornalismo, também é especialista em dependência química, e atualmente trabalha com criação e desenvolvimento de novos produtos, e a proteção intelectual desses produtos por meio de pedido de patente, além de escrever sobre inovação. Para entrar em contato basta ligar no (35) 9 8404-4124 ou pelo e-mail pgannam@yahoo.com.br.

    Paulo exibe o documento que comprova o pedido de patente
    Paulo exibe o documento que comprova o pedido de patente | Foto: Divulgação

    Leia mais:

    Aplicativo de corridas exclusivo para mulheres é lançado em Manaus

    Sinalizações de trânsito em Manaus recebem ações de revitalização

    A tecnologia da realidade virtual na educação do Colégio Século