Fonte: OpenWeather

    Meio Ambiente


    Presidente Figueiredo adere a programa de proteção ambiental

    A iniciativa visa reduzir o desmatamento e queimadas no município

    Prefeito de Presidente Figueiredo, Romeiro Mendonça | Foto: Divulgação

    Presidente Figueiredo - A Prefeitura Municipal de Presidente Figueiredo assinou, nesta sexta- feira (8), um Termo de Cooperação Técnica (TCT) para a implantação do programa Municípios Sustentáveis, lançado pelo Governo do Estado, que visa desenvolver ações socioambientais no município. A iniciativa faz parte de uma parceria firmada entre o Executivo Municipal, Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) e o Instituto de Proteção Ambiental (Ipaam). 

    O documento foi assinado nesta sexta, no auditório da prefeitura, pelo secretário da Sema e presidente do Ipaam, Marcelo Dutra, e o prefeito de Presidente Figueiredo, Romeiro Mendonça.  De acordo com a Sema, o objetivo do TCT é criar um marco legal para a redução do desmatamento, degradação florestal e queimadas no município. 

    Leia também: Governo cria área de proteção em Novo Airão para proteger pesca

    Conforme Marcelo Dutra, os municípios da Região Metropolitana de Manaus (RMM), representam 13% do desmatamento no Amazonas, razão pela qual necessitam de uma atenção especial por parte do Governo do Estado. “Presidente Figueiredo é a primeira cidade do interior do Estado a aderir ao programa. Queremos alinhar a proteção ambiental e o crescimento econômico na cidade com bases sustentáveis e o incentivo às áreas produtivas”, informou. 

    Para o prefeito Romeiro Mendonça, a iniciativa do Governo do Estado vem somar aos esforços da prefeitura em desenvolver ações de proteção ao meio ambiente. “É de extrema importância essa parceria, pois irá fomentar o desenvolvimento sustentável do município, além de fortalecer o setor primário, em particular a agricultura de Presidente Figueiredo”, disse. 

    Municípios Sustentáveis 

    De acordo com a Sema, o programa Municípios  Sustentáveis  é o primeiro de uma série de instrumentos que serão implementados para reduzir o desmatamento, degradação ambiental e queimadas no Estado, com destaque para a região Sul, associado à política da Matriz Econômica Ambiental.

    *Com informações da assessoria.

    Leia Mais

    Bancada do MDB avalia soluções para greve dos caminhoneiros

    PT diz que Lula manterá candidatura mesmo preso e sem registro

    Para coletar demandas, Gedeão Amorim faz visitas em municípios do AM