Fonte: OpenWeather

    Desenvolvimento


    Primeira embarcação de fiscalização e pesquisa cientifica da América Latina será inaugurada no AM com investimentos de R$ 3 mi

    As pesquisas que serão desenvolvidas na unidade fluvial abrirão caminho para o desenvolvimento do Selo Amazônico, uma certificação para produtos originários da região, como peixe, açaí ou castanha

    Presidentes do Inmetro e Ipem-AM foram ao estaleiro, nesta quarta-feira (06/12), acompanhar as obras | Foto: Roberto Carlos/ Secom

    O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e o Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM) irão inaugurar, até maio de 2018, a primeira Unidade Fluvial de Fiscalização de Pesquisa Científica da América Latina. Além dos serviços metrológicos e de avaliação da conformidade, a embarcação contará com laboratórios para análise da qualidade da água dos rios e para verificação da autenticidade de espécies animais e vegetais. O investimento do governo federal para a construção da unidade fluvial é de aproximadamente R$ 3 milhões.

    Nesta quarta (6), os presidentes do Inmetro, Carlos Augusto de Azevedo, e do Ipem-AM, Marcio André Brito, foram ao estaleiro JR Serviços Navais, na Vila do Puraquequara, Zona Leste de Manaus, acompanhar as obras da base. As pesquisas que serão desenvolvidas na unidade fluvial abrirão caminho para o desenvolvimento do Selo Amazônico, uma certificação para produtos originários da região, como peixe, açaí ou castanha.

    Para Azevedo, a iniciativa vai ajudar na qualificação dos produtos da Amazônia, facilitando a inserção nos mercados nacional e internacional. “A embarcação terá três funções: a verificação metrológica e da qualidade, as pesquisas e a certificação de produtos”, sintetiza.

    Leia também: Comércio e indústria oferecem mais de 35 mil vagas temporárias no Amazonas

    A embarcação comportará em torno de dez pessoas, entre metrologistas e pesquisadores, além da tripulação. A ideia, de acordo com o presidente do Inmetro, é estabelecer convênios com Institutos de Pesquisas de outros países, para que cientistas internacionais também possam participar das missões, o que contribuirá, inclusive, para a manutenção da unidade.

    O presidente do Ipem-AM ressaltou que se trata de uma iniciativa de vanguarda, que irá contribuir para o desenvolvimento do Estado. “Além de nossa missão de exercer as atividades delegadas do Inmetro, a partir de hoje o Ipem está dando um passo para ser um órgão de pesquisa e de desenvolvimento. Vamos levar os laboratórios para a ‘porta’ dos municípios”, afirmou Marcio André.

    Além da infraestrutura que será montada na própria embarcação e no Ipem-AM, os pesquisadores poderão contar com o apoio de profissionais da Diretoria de Metrologia Aplicada às Ciências da Vida (Dimav) do Inmetro, para realização de algumas análises. A Diretoria tem ampla atuação na cerificação de autenticidade de espécies a partir da análise de DNA e seus pesquisadores estão auxiliando no projeto dos laboratórios da Unidade Fluvial de Fiscalização.

    Referência

    Em junho deste ano, foi inaugurada, no Amazonas, a primeira Unidade Básica Fluvial de Fiscalização (UBFF). A embarcação permitiu ao Ipem-AM exercer as atividades de controle metrológico e de avaliação da conformidade em todos os municípios do Estado com mais agilidade e economia, protegendo os consumidores e garantindo o comércio justo.

    A unidade é referência por ser a única a oferecer os serviços metrológicos por meio fluvial no País.


    Edição: Luis Henrique Oliveira


    Leia mais: 


    Operação prende 23 suspeitos na Zona Sul, palco de guerra do tráfico há um mês

    Promoção: Comece o ano com mobília e pintura nova

    Polícia investiga se mulher caiu ou foi jogada de prédio em Manaus