Fonte: OpenWeather

    Sonda da Nasa


    Robô da Nasa já está em Marte: veja como foi o pouso da sonda

    O momento mais tenso foram os "sete minutos de terror", tempo entre a entrada na atmosfera do planeta em altíssima velocidade e o pouso em si.

     

    A sonda ja enviou essa foto do local onde pousou
    A sonda ja enviou essa foto do local onde pousou | Foto: Divulgação/Secom

     O rover (robô sobre rodas) Perseverance, da missão Mars 2020, pousou com sucesso na superfície de Marte, na tarde desta qinta-feira (18). O processo foi finalizado às 17h56 (horário de Brasília), quase sete meses após a nave deixar a Terra, em julho do ano passado.

    O momento mais tenso foram os "sete minutos de terror", tempo entre a entrada na atmosfera do planeta em altíssima velocidade e o pouso em si. Agora, Marte conta com três missões espaciais acontecendo ao mesmo tempo. China e Emirados Árabes Unidos chegaram antes "na região".

    Como foi o pouso

    Primeiro, cerca de dez minutos antes da chegada, o conjunto se livrou da nave em si — a parte que o guiou até lá —, virando uma espécie de disco voador. Então, atingiu o topo da atmosfera de Marte a uma velocidade absurda de mais de 20.000 km/h.

    Um escudo térmico protegeu tudo das altíssimas temperaturas causadas pelo atrito, que libera muita energia. Ao chegar às camadas mais baixas, o veículo foi se guiando e estabilizando, com ajuda de propulsores. Quando estava lento o suficiente, foi lançado um enorme paraquedas supersônico, para frear a descida.

    O escudo, não mais necessário, foi solto, para liberar a visão do solo. Isso expôs o rover, preso embaixo de um foguete circular. Os propulsores funcionaram com mais força, para reduzir a velocidade até míseros 2 km/h.

    Então, o rover foi colocado delicadamente em solo, pendurado por três cabos, em uma espécie de guindaste aéreo.

    Ele pousou na cratera Jezero, de 40km de diâmetro e 500m de profundidade, que há mais de três bilhões de anos foi um lago marciano. Se já existiu vida no planeta, mesmo que apenas atividade microbiana, este é o local com mais chances de guardar evidências. Agora, em "Marte firme", o Perseverance já vai iniciar suas pesquisas geológicas e a busca por sinais de vida em solo marciano.

    Este é o quinto rover da Nasa a pousar no planeta vermelho, após: Sojourner (1997), Spirit (2004), Opportunity (2004) e Curiosity (2012). Todos ainda estão por lá, mas apenas o último ainda "vivo" — os outros pararam de operar ou perderam comunicações após algum incidente, como falta de bateria ou atolamento.

    twitter da Nasa: