Fonte: OpenWeather

    Comportamento


    Crianças devem ajudar nas atividades domésticas?

    Especialistas explicam que crianças devem, sim, realizar pequenos trabalhos para adquirir noções de responsabilidade e senso de colaboração

    Manaus -  Incentivar os filhos a realizar algumas tarefas domésticas como lavar a louça, regar plantas, recolher a roupa do varal pode ser considerado um ato precoce? A maioria  pode considerar que sim, mas de acordo com especialistas a resposta é não. As crianças devem sim realizar pequenos trabalhos desde cedo, para adquirir noções de responsabilidade e senso de colaboração.

    Para a formanda em odontologia, Bianca Almeida, de 26 anos, o filho Lorenzo sempre foi educado para ajudar em casa e participar da rotina como um membro ativo da família.

    Leia também: Saiba como identificar problemas de visão em bebês e crianças

    "Apesar de meu filho ter apenas três anos, ele já ajuda muito nas tarefas comuns. Sempre pensei em incluí-lo na minha rotina e na do meu esposo, que é bem corrida. Regar as plantas, dar comida para o cachorro, lavar algumas louças de plástico são algumas das coisas que ele me ajuda a fazer", cita.

    Mesmo em atividades mais difíceis para a idade da criança, como ajudar a lavar o carro, Bianca disse que sempre supervisiona e verifica como o filho pode participar daquele momento. "No dia em que vai lavar o carro, meu marido entrega uma esponja para o Lorenzo. Ele fica responsável por limpar uma pequena parte do carro. Mesmo que ele faça errado, acho importante esta participação. Faz com ele seja mais parte da nossa vida", disse.

    Pego de surpresa

    A jornalista Mara Coelho diz que o sobrinho Gabriel, hoje com 11 anos, ajuda em casa desde os seis anos, embora no princípio ele tenha estranhado um pouco a participação nas atividades domésticas. "Ele ficou acostumado a deixar o prato na mesa para outra pessoa tirar, depois de fazer as refeições, mas um dia eu disse que ele mesmo precisava tirar o prato da mesa e lavá-lo, pois cada pessoa deve lavar a sua louça. Ele se surpreendeu com a minha ordem, talvez porque tenha observado que no mundo há ainda essa cultura machista de que homem não deve realizar tarefas em casa, porém hoje está adaptado e já ajuda muito em casa".

    Lorenzo tem três anos e já ajuda nas tarefas rotineiras de casa
    Lorenzo tem três anos e já ajuda nas tarefas rotineiras de casa | Foto: Márcio Melo

    Mara diz que atualmente o menino já aprende até a lavar roupas e manusear corretamente os produtos de limpeza. "É claro que eu dou as ordens apenas no sentido de educá-lo para necessidade de ajudar, mas nada que não seja coerente com a idade que ele tem. Ele está aprendendo a usar a medida certa para sabão em pó e amaciante, além de configurar a máquina de lavar. O objetivo é que ele aprenda a cuidar de si mesmo e se torne independente", explica.

    Veja as atividades domésticas adequadas a cada idade infantil:

    Atividades Domésticas - Infográfico Atividades Domésticas - Infográfico

    A educação que começa em casa

    A socióloga e pedagoga, Eliana Hayden, alerta que para o cuidado com as crianças e pré-adolescentes é necessário manter um equilíbrio. Nem dar Tarefas em excesso e nem deixar as crianças muito livres, sem atividades. 

    "Quem cuida e ajuda a criar crianças precisa entender que elas precisam aprender a ser responsáveis desde pequenas. Isso deve fazer parte do desenvolvimento natural das crianças. Do mesmo jeito, exigir que uma criança lave a louça inteira de uma família de seis pessoas não é correto", explica.

     A especialista destacou ainda que a criança, quando entende o seu papel social, se adapta melhor à realidade em que vive. "Ela entende os seus limites na escola, está mais apta a se desenvolver e aprender mais rápido. A família não pode fazer o que a escola faz e vice-versa. Em uma sociedade onde há deficiências de cidadania, formar uma educação que se inicia em casa e se completa na escola, é essencial", resume. 

    Com a supervisão adequada, os filhos podem ser ensinados aos poucos os direitos e deveres
    Com a supervisão adequada, os filhos podem ser ensinados aos poucos os direitos e deveres | Foto: Márcio Melo

    Áreas de limite

    Para o psicólogo Horácio Gomes, cada faixa etária precisa de uma atividade correspondente, que acompanhe os limites da própria criança. "Em torno dos dois anos de idade, a criança começa a desenvolver o senso de responsabilidade. Nesta época, as primeiras tarefas podem ser entregues", disse.

    Para pequenos de um a três anos, deve-se ensinar a guardar brinquedos na cesta ou em locais adequados. Os pais devem orientar que há locais certos para para a organização dos objetos pessoais da criança e que ela é a responsável por manter arrumado.

    Para crianças de quatro a cinco anos, lavar parte da louça e deixar o quarto arrumado é o certo a se fazer. Com acompanhamento dos responsáveis e correção dos erros, os hábitos passam a ser adquiridos. 

    Lorenzo ajuda a mãe nas atividades domésticas
    Lorenzo ajuda a mãe nas atividades domésticas | Foto: Márcio Melo

    Crianças com sete a oito anos já podem varrer a casa e ajudar na lista de compras do supermercado. De nove a 11, preparar o próprio lanche da escola e ajudar a fazer as refeições, são atividades adequadas à idade. Isso consolida o senso de responsabilidade no início da adolescência."A atividade tem que ser compatível com a idade da criança. Quando os pais extrapolam nas exigências, podem causar traumas e excessos de estresse. Isso compromete o amadurecimento emocional dos pequenos. É compreendendo os direitos e deveres, com orientação adequada por parte de adultos, que as crianças amadurecem para a convivência na família e na sociedade", finaliza. 

    Leia mais

    Manaus sanciona lei para cuidados com depressão infanto-juvenil

    Monstruosidade: maus-tratos contra crianças chocam pela violência

    Convivência entre animais e bebês traz benefícios, mas exige cuidados