Fonte: OpenWeather

    JUSTIÇA


    Autor de homicídio contra mestre de capoeira diz que está arrependido

    Vítima estava em um bar perto de casa quando discutiu com o suspeito por se posicionar contra o candidato Jair Bolsonaro

    Paulo desferiu 12 facadas, nas costas de Romualdo
    Paulo desferiu 12 facadas, nas costas de Romualdo | Foto: Divulgação

    Manaus - O autor do homicídio contra o mestre de capoeira e compositor Romualdo Rosário da Costa, 63 anos, conhecido como Moa do Catendê, foi preso nesta segunda-feira (8) e alegou uma discussão política como motivação do crime. Paulo Sérgio Ferreira de Santana, 36 anos, foi preso e se diz arrependido do crime.

    De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP/ Bahia), onde foi preso, Paulo Sérgio  chegou a pedir desculpas para a família da vítima em depoimento na delegacia.

    Paulo Sérgio  chegou a pedir desculpas para a família da vítima em depoimento na delegacia
    Paulo Sérgio chegou a pedir desculpas para a família da vítima em depoimento na delegacia | Foto: Divulgação


    Segundo testemunhas, a vítima estava em um bar perto de casa, no bairro do Engenho Velho de Brotas, na capital Salvador, quando discutiu com o suspeito por se posicionar contra o candidato Jair Bolsonaro. Ainda de acordo com a polícia, após o desentendimento, o autor do crime saiu do estabelecimento, buscou uma faca em sua residência e retornou ao bar.

    No local, Paulo desferiu 12 facadas, nas costas de Romualdo, que estava sentado, e um golpe com a mesma arma branca, no braço de um primo da vítima que bebida junto. ‘Moa do Catendê’ morreu, no local, e o seu parente foi socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde permanece internado.

    No Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o autor do assassinato e da tentativa de homicídio disse à polícia que foi xingado e que estava consumindo bebida alcoólica desde o início da manhã de domingo (7). 

    Paulo Sérgio Ferreira de Santana deve continuar detido no distrito policial do local aguardando a disposição da Justiça para julgamento sobre o crime praticado.


    Leia mais:

    Ao dizer que votou em Haddad, homem é morto com 12 facadas 

    Homem esfaqueia padrasto após saber que irmã quase foi estuprada

    Desaparecido, motorista de aplicativo é encontro morto em Manaus