Fonte: OpenWeather

    Cotidiano


    Europa recebeu mais de 660 mil pedidos de asilo em 2014

    Mais de 660 mil pessoas pediram asilo a países europeus em 2014, e, no final do ano, 500 mil candidatos aguardavam uma decisão sobre o seu pedido, informou o relatório anual do Gabinete Europeu de Apoio ao Asilo, divulgado hoje (8).

    A maioria dos pedidos de asilo foi apresentada por cidadãos da Síria (128 mil), dos Bálcãs Ocidentais (110 mil) e da Eritreia (47.140), segundo o relatório sobre os pedidos de proteção internacional apresentados a países membros da União Europeia, à Noruega e à Suíça.

    Além da Síria, países afetados por conflitos registraram aumento significativo em relação a 2013, como o Afeganistão, país de origem de 42.745 candidatos com índice 53% maior que o do ano anterior, e a Ucrânia, com mais de 14 mil pedidos, número 13 vezes maior que o registrado em 2013.

    Os principais países de acolhimento foram Alemanha (202.645), Suécia (81.180), Itália (64.625), França (64.310) e Hungria (42.775). A maioria das decisões favoráveis foi relativa a pedidos apresentados por sírios, eritreus e apátridas.

    No texto de apresentação do relatório, a instituição ressalta que os números disponíveis para 2015 mostram que o total de pedidos de proteção internacional continua a aumentar.

    “Nos primeiros cinco meses deste ano, registrou-se aumento de 68% do número de pedidos de proteção internacional”, diz o documento, que informa a emergência de novas tendências, com o Kosovo, país de origem da maioria dos pedidos apresentados entre janeiro e maio de 2015.

    Por Agência Brasil

    Mais lidas

    1. Número de mortos de atentado duplo na Somália chega a 300

    2. Temer condena ataque terrorista na Somália

    3. Incêndios voltam a atingir Portugal e Espanha e deixam 36 mortos

    4. Trump é intimado a mostrar documentos sobre acusação de assédio sexual

    5. Papa Francisco anuncia sínodo dedicado à Amazônia