Fonte: OpenWeather

    Cotidiano


    Atentado em estrada mata policiais no norte do Egito

    Uma bomba colocada à beira de uma estrada matou dois policiais e feriu outros 24 no Egito, nesta segunda (24). O atentado teve como alvo um ônibus que levava detentos na província de Beheira, na região do delta do Nilo, segundo o general Khaled al-Hameed, ouvido pela agência Associated Press.

    Nenhum grupo assumiu imediatamente a responsabilidade pelo ataque.

    Ataques a policiais e militares se tornaram comuns no Egito, especialmente ao norte, na região do Sinai, onde o governo tem enfrentado resistentes de uma insurgência radicais desde a deposição do presidente Mohamed Mursi, da Irmandade Muçulmana, em 2013.

    No último dia 20, a explosão de um carro-bomba no Cairo junto a um quartel das Forças de Segurança Nacional, reivindicado por um braço da milícia Estado Islâmico, feriu ao menos 29 pessoas e causou estragos em construções próximas.

    A intensidade de ataques terroristas no Egito cresce à medida que o presidente, Abdel Fattah al-Sisi, endurece a repressão contra militantes da Irmandade Muçulmana, partido islamita deposto em um golpe em 2013 e considerado uma organização terrorista pelo governo.

    No domingo retrasado (16), o governo do Egito sancionou uma nova lei antiterrorismo, criticada por grupos de direitos humanos por ameaçar opositores e jornalistas.

    Por Folhapress