Fonte: OpenWeather

    Cotidiano


    Incêndio em ônibus de estudantes mata pelo menos 16 na Itália

    O acidente ocorreu na estrada que liga Verona a Veneza, quando o ônibus se chocou contra o pilar de uma ponte - Ansa

    Pelo menos 16 pessoas morreram neste sábado (21) no incêndio de um ônibus de estudantes húngaros nos arredores de Verona, no norte da Itália. Treze passageiros ficaram gravemente feridos.

    O balanço foi confirmado pelo ministro das Relações Exteriores da Hungria, Péter Szijjártó. O veículo transportava 56 pessoas, sobretudo, adolescentes de 14 a 18 anos que retornavam de um período de férias na França.

    O acidente ocorreu na estrada que liga Verona a Veneza, quando o ônibus se chocou contra o pilar de uma ponte. A Procuradoria da República abriu uma investigação para apurar as causas da tragédia, mas um caminhoneiro ouvido pela polícia disse ter visto um problema na roda do veículo 30 quilômetros antes do local da batida.

    "Eu vi gente queimando viva, imagens horríveis que nunca conseguirei esquecer. Desci do carro e fui a pé até o ônibus para ver se podia ajudar. Era possível escutar gritos, as pessoas colocavam as mãos na cabeça", relatou um motorista italiano que passava pelo local. As informações são da agência de notícias Ansa.

    Os alunos estudavam no colégio Szinyei Merse, de Budapeste, que todos os anos organiza uma excursão de uma semana em uma estação de esqui na França. A maioria dormia no momento do acidente.

    "As pessoas que estavam sentadas na parte posterior do ônibus se salvaram quebrando os vidros. “Um professor de Educação Física voltou ao veículo e salvou muitos dos que estavam a bordo. Ele está internado com queimaduras profundas nas costas", disse a cônsul-geral da Hungria em Milão, Judit Timaffy.

    Agência Ansa

    Mais lidas

    1. Ação itinerante da Prefeitura de Manaus atende mais de 5 mil pessoas no Novo Aleixo

    2. Amazonas Em Tempo: 30 anos de comunicação em evolução

    3. Número de mortos de atentado duplo na Somália chega a 300

    4. Temer condena ataque terrorista na Somália

    5. Incêndios voltam a atingir Portugal e Espanha e deixam 36 mortos