Fonte: OpenWeather

    Música


    Com fortes dores, Beth Carvalho faz show deitada

    Tem 'Na cama com Madonna', tem 'Na cama com Beth Carvalho'", brincou. Então se ajeitou e perguntou para o público: "Tá ruim?" A plateia respondeu com gritos de "guerreira" e "maravilhosa'.

    | Foto: Divulgação

    Rio de Janeiro - Com fortes dores na coluna, em decorrência de uma grave condição de saúde que vem limitando seus shows há cerca de dez anos, Beth Carvalho se apresentou na noite de sábado, 1º, deitada.

    Reverenciada pelo público que compareceu à casa Km de Vantagens Hall, no Rio de Janeiro, pelo exemplo de superação, a "madrinha do samba", como é chamada, cantou com o Fundo de Quintal para lembrar os 40 anos do disco De Pé no Chão, no qual lançou o grupo.

    Beth surgiu sentada numa chaise longue e, antes de se deitar, explicou: "Eu ensaiei muito e não posso mais ficar sentada. Tem 'Na cama com Madonna', tem 'Na cama com Beth Carvalho'", brincou. Então se ajeitou e perguntou para o público: "Tá ruim?" A plateia respondeu com gritos de "guerreira" e "maravilhosa'.

    No Festival Lula Livre, na Lapa, dia 29 de julho, a sambista havia cantado de cadeira de rodas, como vem se apresentando nos últimos anos, desde que fissurou o osso sacro, na base da coluna vertebral. Mas para o show de sábado nem sentada ela teve condições de ficar, por causa das dores.

    Mais cedo, sua filha, a cantora Luana Carvalho, havia compartilhado a informação na sua página do Facebook, externando o orgulho do amor da mãe pelo samba e chamando-a de "touro bicho fera indesabável voz ancestral".

    No show, Beth e o Fundo de Quintal interpretam o repertório do disco de 40 anos atrás, como Goiabada Cascão, Ô Isaura e Vou Festejar, entre outros sucessos. Eles ainda vão se apresentar em São Paulo, em 28 de setembro, e em Belo Horizonte, em 6 de outubro.

    Leia mais:

    O Grande Encontro agira a segunda noite do passo a paço em Manaus

    Elza Soares, a lenda da MPB reúne 30 mil pessoas no passo a paço 2018

    Passo a Paço 2018 registra recorde de público em Manaus