Fonte: OpenWeather

    História de amor


    Em Manaus, casal celebra união com a benção de Santo Antônio

    Por conta da fama de casamenteiro, milhares de mulheres solteiras recorrem às simpatias ao santo. Há 14 anos atrás, Lahry Abreu participou de um simpatia a Santo Antônio e no mesmo dia conheceu Théo Pereira, hoje seu marido

    Manaus - Faz parte das crenças populares religiosas que Santo Antônio é, dentro do catolicismo, um “santo casamenteiro”. Por conta dessa fama, milhares de mulheres solteiras recorrem às simpatias ao santo, no intuito de encontrar a pessoa amada. A mais comum das simpatias é deixar a imagem do santo de cabeça pra baixo em um copo com água. No entanto, há centenas de outras difundidas mundo à fora.

    Uma dessas simpatias é, no Dia dos Namorados, fazer um delicioso bolo que deve conter, entre os ingredientes, a oração de Santo Antônio. O bolo deve ser feito por uma mulher já casada e dividido entre as solteiras que estão “procurando um marido”. Foi o que fez a mãe de uma amiga de Lahry Abreu.

    “Estávamos todas reunidas no arraial quando a mãe dessa minha amiga apareceu com o bolo e disse que deveríamos cortá-lo e, a que encontrasse a oração em sua fatia, encontraria também o grande amor da sua vida, ainda naquela noite”, conta. “Eu ainda brinquei e disse ‘casar pra quê?’, mas entrei na brincadeira e fui a segunda a cortar o bolo. Para a minha surpresa, o papel com a oração veio no meu pedaço”, explica.

    Théo já estava de olho em Lahry e contou com um empurrãozinho para 'engatar' o namoro
    Théo já estava de olho em Lahry e contou com um empurrãozinho para 'engatar' o namoro | Foto: Marcely Gomes

    E foi nessa mesma noite que Théo Pereira apareceu na festa e entrou definitivamente para a vida de Lahry. “Nós já nos conhecíamos. Uma vez ela até disse que gostava de mim, mas eu não levei muito a sério. Então nesse dia, incentivado por outra amiga, ele me chamou para sair e me pediu em namoro. Dessa vez eu aceitei”, relembra Lahry. “No mesmo ano noivamos e engravidei da nossa primeira filha, Maria Luíza. Estamos fazendo 14 anos juntos na certeza de que eu sou o amor da vida dele e ele é o amor da minha vida”.

    Hoje o casal tem mais dois filhos, Maria Júlia e João Guilherme e todo mundo comenta que a história deles, parece uma “história de novela”. “Claro que nem tudo são flores nessa caminhada. Já chegamos a nos separar, mas não conseguimos passar nem um mês longe um do outro. Ele é mais romântico que eu e muito parceiro, sempre me acompanha em tudo, então ele sempre contorna as situações difíceis. Ele me conquista todos os dias”, finaliza.

    “A gente se completa. Ela é amor da minha vida. Quero ficar velhinho ao lado dela. Todas as dificuldades que passamos nos fortaleceram ainda mais. Hoje somos mais unidos, mais amigos, e vivemos sempre pensando na felicidade um do outro”, declarou Théo.

    Hoje, o casal é devoto do santo casamenteiro. “Antes disso, nunca fomos ligados nessas coisas, nem eu e nem ele, mas depois do que aconteceu, a gente não só acredita, como crê que, quando Deus tem algo reservado para as nossas vidas, nada impede”, finaliza.

    Hoje o casal celebra o seu amor e põe essa união na conta de Santo Antônio
    Hoje o casal celebra o seu amor e põe essa união na conta de Santo Antônio | Foto: Marcely Gomes

    Casamenteiro

    O Dia de Santo Antônio é comemorado anualmente em 13 de junho por ser a data de sua morte. Santo Antônio de Lisboa, ou Santo Antônio de Pádua nasceu em Lisboa no dia 15 de agosto, provavelmente entre os anos de 1191 e 1195. 

    No Brasil, Santo Antônio é conhecido como o "Santo Casamenteiro", sendo que o Dia dos Namorados é comemorado no dia 12 de junho no Brasil, estrategicamente por ser a véspera do dia do santo.

    A data foi criada pelo publicitário João Dória em 1949, em São Paulo, após o retorno de uma viagem à Portugal. A ideia do publicitário era movimentar o comércio nesse período do ano, aproveitando a popularidade no Santo também no Brasil.

    Oração a Santo Antônio

    "Meu grande amigo Santo Antônio,

    tu que és o protetor dos namorados,

    olha para mim, para a minha vida,

    para os meus anseios.

    Defende-me dos perigos,

    afasta de mim os fracassos,

    as desilusões, os desencantos.

    Faz que eu seja realista,

    confiante, digna(a) e alegre.

    Que eu encontre um(a) namorado(a)

    que me agrade, seja trabalhador,

    virtuoso e responsável.

    Que eu saiba caminhar para o futuro

    e para a vida a dois

    com as disposições de quem recebeu de Deus

    uma vocação sagrada e um dever social.

    Que meu namoro seja feliz

    e meu amor sem medidas.

    Que todos os namorados

    busquem a mútua compreensão,

    a comunhão de vida

    e o crescimento na fé.

    Assim seja".

    Santo Antônio integra ainda a tríade dos santos juninos, ao lado de São João e São Pedro
    Santo Antônio integra ainda a tríade dos santos juninos, ao lado de São João e São Pedro | Foto: Reprodução