Boi Garantido


Duas mulheres disputam vice-presidência do Boi Garantido

Duas mulheres são as apostas para vice dos candidatos a presidente do Boi Garantido, Antônio Andrade Barbosa, e Júnior de Souza, na eleição prevista para o último final de semana do mês de setembro. Saiba quem são ela.

 Lívia Mendes e Delma Góes estão concorrendo como vice de Antônio Andrade Barbosa e Júnior de Souza
Lívia Mendes e Delma Góes estão concorrendo como vice de Antônio Andrade Barbosa e Júnior de Souza | Foto: Reprodução

Parintins (AM) – Duas mulheres são as apostas para vice dos candidatos a presidente do Boi Garantido, Antônio Andrade Barbosa, e Júnior de Souza, na eleição prevista para o último final de semana do mês de setembro: Lívia Mendes e Delma Góes.

Lívia Mendes

O primeiro nome anunciado no pleito do boi vermelho e branco deste ano foi de Lívia Mendes, 53 anos. A jornalista, assessora de marketing, gestora pública, cantora manauara e torcedora encarnada é a candidata a vice-presidente na chapa de Antônio Andrade Barbosa. Desde os 28 anos, já ocupou cargos importantes no setor cultural e de turismo do Estado do Amazonas.

Lívia Mendes começou a ter participação na agremiação do boi de Parintins aos 26 anos, quando trabalhou na Fundação Villa-Lobos, em Manaus, como assessora de imprensa e depois  diretora cultural. Desde a década de 1990, a jornalista tem se dedicado a projetos como Festival de Toadas, na Ponta Negra, Boi Manaus moderno com renda eletrônica, Canta Manaus, Valores da Terra, voltado à gravação de álbuns de artistas regionais, entre outras ações.

Delma Góes

Já a vice definida por Júnior de Souza, Delma Góes, 55 anos, iniciou a trajetória dentro do Boi Garantido ainda na infância, na época do Festival Folclórico de Parintins realizado antes da inauguração do Bumbódromo, nos tempos do Parque das Castanholeiras, na Rua Sá Peixoto, (atual Quadra Padre Silvio Mioto) como torcedora e colaboradora voluntária, a pedido do apresentador Paulinho Faria, e dançarina da tribo das Amazonas, batuqueira.

Formada em Magistério, Adicional em Letras pelo Colégio Batista de Parintins, em Administração pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Pós-Graduada em Gestão Pública pela Faculdade Integrada do Brasil (Faimbra), a sócia perreché tem um histórico na gestão do bumbá como conselheira fiscal de 2013 a 2015, assim no triênio 2017/2020.

* Com informação da assessoria 

Leia mais:

Bois 'comem abiu' sobre decisão do TCE-AM de suspender o festival

Suspeito de cometer furtos em Parintins leva terçadada na cabeça

Segunda edição da Live Fametro Fest arrecada doações para instituições