Fonte: OpenWeather

    Cultura


    Luso Neto encerra temporada no Amazonas e segue para SP onde finaliza novo disco

    Próximo trabalho do cantor e compositor amazonense vai trazer influências de bandas como Kings of Leon e Muse - foto: Thais Azevedo
    Próximo trabalho do cantor e compositor amazonense vai trazer influências de bandas como Kings of Leon e Muse - foto: Thais Azevedo

    Nesta semana, o cantor e compositor Luso Neto realiza seus três últimos shows no Amazonas antes de partir novamente para São Paulo, onde finalizará a parte gráfica de seu próximo álbum, intitulado ‘Ynterkallado’. Na ocasião, também será escolhido o novo single de trabalho – o primeiro, ‘Cores’, foi lançado no final do ano passado.

    Com produção de Taian Cavalca, o trabalho traz novas influências à multifacetada carreira do artista. Após apostar em estilos como o pop brasileiro dos anos 80, reggae e dance music, Neto absorveu o indie rock praticado por bandas como Muse, Kings Of Leon e Coldplay.

    “Conheci esses artistas por meio dos bateristas que me acompanham, Léo Uka e Fernando Mangabeira. O título faz referência ao revezamento entre os dois”, explica. “O músico que toca em Manaus tem a missão de agradar a todos, pois o público é bastante eclético. Mas esse álbum apresenta um lado mais homogêneo, voltado exclusivamente ao rock ‘n’ roll", explica Neto.

    No próximo dia 13 de dezembro, o cantor vai realizar uma festa prévia de lançamento do disco, ou seja, um evento apenas para oficializar a conclusão da produção do álbum, cuja inserção efetiva no mercado fonográfico tem data prevista apenas para o primeiro semestre de 2015, evitando, contudo, a coincidência com o período de Carnaval. O tradicional bar Brahma, localizado na mítica esquina entre as ruas Ipiranga e São João, em São Paulo, foi o ambiente escolhido para sediar o evento. Ali, já marcaram presença ícones como Tom Jobim, Vinícius de Moraes e Cazuza, entre outros.

    Algumas faixas já foram apresentadas ao vivo: ‘Maybe’ e ‘Flying’, com letras escritas em parceria com a produtora Rosane Teixeira. “Ela entrou em contato comigo em 2005, após um show em Porto Alegre, e me ajudou a promover apresentações na região”, conta.

    Por Daniel Amorim (EM TEMPO)