Fonte: OpenWeather

    Yandé Anga


    Escritora amazonense lança livro com ensinamentos dos avós

    O livro mistura ficção, magia e realidade, a partir de significados aprendidos pela autora desde criança com seus avós

     

    | Foto: Divulgação

    Traduzir a imensidão amazônica e escutar a majestade silenciosa do Rio Negro pelo olhar dos que vivem em suas margens, essa é a proposta do livro ‘’Yandé Anga” (Nossa Alma) (Pitomba Livros & Discos, 124 p), da escritora Desana, Bete Morais, que será lançado no próxima dia 10 de abril,  na Galeria Amazônica, Largo São Sebastião em Manaus.

    A programação de lançamento, seguirá todos os protocolos sanitários relacionados à Covid19 e poderá ser acompanhada através das redes sociais (instagram:@galeriamazonica, facebook:bete.morais.10).

    O título do livro, que está na língua Nheengatu, uma das línguas faladas pela autora que é natural de São Gabriel da Cachoeira, mistura ficção, magia e realidade, a partir de significados aprendidos pela autora desde criança com seus avós. “São histórias e memórias que tenho com meu avô.

     

    | Foto:

    Uma delas é de uma caçada onde o personagem se depara com várias entidades pelo caminho que ajudam a criança em sua busca espiritual, por meio de elementos da cultura tradicional que conduzem até o encontro do sentido da vida”, explica.

    Ao perseguir a travessia dos personagens centrais destes contos crianças, somos conduzidos pela autora pela paisagem e o imaginário rio negrino, as relações entre seres humanos e não-humanos (animais, espíritos, plantas, deuses), nomes e almas, benzimentos e santos, andorinhas, estrelas coreógrafas e mundos invertidos.

    Bete Morais borra as barreiras entre o real e o imaginário e demonstra como as crianças rionegrinas possuem imaginação e autonomia, aprendendo tanto a partir das orientações dos mais velhos como através de seus próprios experimentos de lançar-se neste mundo e percorrer corajosamente rios e florestas, estradas e cidades, em diversas companhias.

    O livro foi contemplado pelo prêmio Feliciano Lana do Programa Cultura Criativa- 2020/Lei Aldir Blanc do Governo do Estado do Amazonas.

     

    | Foto:

    Ainda são raras as obras escritas e assinadas por mulheres indígenas do rio Negro. Bete Morais faz parte de uma nova geração de jovens artistas indígenas rionegrinas que brindam o público com uma perspectiva feminina decolonial e contemporânea sobre a região.

    O que é: Lançamento do livro ‘’Yandé Anga” (Nossa Alma)

    Quando: 10 de abril de 2021 das 09h00 às 16h00

    Onde: Galeria Amazônica, Largo São Sebastião em Manaus

    Leia mais:

    Uýra Sodoma leva arte indígena da Amazônia para a América

    Veja quatro lendas da Amazônia que persistem no imaginário da região

    Primeiro mestre acadêmico Sateré-Mawé lança livro em francês