Fonte: OpenWeather

    Cultura


    Criador da trilha sonora de "Titanic" morre em acidente aéreo

    O compositor James Horner, 61, morreu nesta segunda-feira (22) após sofrer um acidente aéreo.

    De acordo com a revista "Variety", Horner morreu na queda de seu avião particular, em Santa Barbara (Califórnia).

    Autor de várias trilhas de sucesso, Horner venceu dois Oscars por "Titanic": além da trilha, ganhou com a canção "My Heart will Go On", ao lado de Will Jennings - a música era executada no filme por Céline Dion.

    "Perdemos uma pessoa incrível, com um coração enorme e um talento inacreditável. Ele morreu fazendo o que amava", declarou a assistente pessoal de Horner, Sylvia Wells, em sua página do Facebook.

    Diretores e atores de filmes com trilha de Horner também lamentaram o acidente fatal.

    "O brilhante compositor James Horner, amigo e colaborador em sete filmes, faleceu tragicamente em um acidente de avião. Meu coração sofre por seus parentes", escreveu no Twitter o diretor e colega Ron Howard, de filmes como "Apollo 13" e "Uma Mente Brilhante", ambos com partitura musical de Horner.

    Além da vitória por "Titanic", Horner acumulou outras seis indicações ao Oscar de trilha sonora: "Aliens: O Resgate" (1986), "Campo dos Sonhos" (1989), "Coração Valente" (1995), "Apollo 13" (1995), "Uma Mente Brilhante" (2001), "Casa de Areia e Névoa" (2003) e, a última, por "Avatar" (2009) - também foi indicado na categoria canção por "Somewhere out There", de "Fievel, um Conto Americano" (1986).

    As trilhas de Horner também acompanharam beijos carinhosos em "O Espetacular Homem-Aranha", grandes batalhas em "Troia" e momentos de agitação em filmes como "Jogos Patrióticos" e "Jumanji".

    Suas trilhas, que marcaram diferentes gerações, foram lembradas por várias astros de Hollywood. "Estou incrivelmente triste com a notícia da perda de James Horner. Cresci amando seu trabalho. Deixa um legado musical espetacular", escreveu Seth MacFarlane, criador de "Família da Pesada".

    "Não há nada que tenha marcado mais a minha experiência de ir ao cinema que a genialidade musical de James Horner. Ele ficará na história", escreveu o ator Rob Lowe.

    O ator Ron Perlman, que atuou em "Círculo de Fogo", disse que teve "sorte de poder dizer que estava em um filme no qual James Horner fez a trilha sonora".

    Outros compositores também falaram da influência duradoura de Horner em suas carreiras.

    "James Horner, obrigado por me inspirar quando jovem a perseguir uma carreira na música para cinema. Obrigado por sua música. Descanse em paz", escreveu Steve Jablonsky, que compôs para a série de filmes "Transformers".

    Por Folhapress