Fonte: OpenWeather

    Cultura


    Peça Teatral 'Chuva Constante' exige pesquisa de campo de Malvino Salvador

    Estrelada pelo ator amazonense e por Augusto Zacchi, a montagem “Chuva Constante” será encenada no Teatro Amazonas. foto: divulgação.
    Estrelada pelo ator amazonense e por Augusto Zacchi, a montagem “Chuva Constante” será encenada no Teatro Amazonas. foto: divulgação.

    Encenada pelos atores Malvino Salvador e Augusto Zacchi, a peça teatral “Chuva Constante” – que já está em cartaz há um ano, circulando por diversas capitais brasileiras – chega à capital amazonense neste fim de semana. O palco do Teatro Amazonas vai receber o espetáculo nos próximos dias 20, 21 e 22.

    De acordo com o ator amazonense Malvino Salvador, que também é um dos produtores do espetáculo, o texto trata de dois monólogos de dois policiais diferentes, companheiros e velhos conhecidos, que se veem envolvidos em uma série de acontecimentos que afeta suas vidas para sempre. Não só a amizade é posta à prova, como também a escala de valores, honra e lealdade, durante quase uma hora e meia de atuações.

    Malvino explica ainda que, durante a preparação para a adaptação dos personagens – que levou um curto intervalo de tempo até a estreia do espetáculo –, foram necessárias várias oficinas para aperfeiçoar o processo de criação do personagem, envolvendo situações de violência diária que policiais vivenciam nas grandes cidades.

    Nesse contexto, foi necessário também pesquisar o perfil psicológico de policiais civis e militares do país, utilizando-se de um estudo formulado pela Fundação Getúlio Vargas para, a partir daí, criar o personagem e suas características. O ator global afirma ainda que a adaptação ao perfil foi difícil, pois as opiniões e respostas do personagem divergem em ideologia com as suas opiniões pessoais. “Do processo de criação até a estreia do espetáculo e a experiência de estar em cartaz há um ano nos dá mais segurança na apresentação, porque as diferenças e as convergências com o personagem foram vencidas”, diz.

    “Atuar com um espetáculo concreto e com personagens bem elaborados, nos dá autoconfiança de transmitir a mensagem da dramaturgia embutida no texto ao público. Através da interpretação entre um texto e outro – que se cruzam de forma arrebatadora, garantindo a comunicação entre o palco e a plateia e se transformando em um grande quebra-cabeça”, afirma Malvino Salvador.

    A montagem está sob a direção de Paulo de Moraes, do Armazém Companhia de Teatro, que é responsável pela execução de diversos espetáculos no Brasil e na Europa. O diretor afirma que o público irá se identificar com os personagens vividos pelos atores: dois amigos de infância que buscam a felicidade e a superação.

    “Chuva Constante” é um desses textos que traz respiração contemporânea, cuja montagem trata de temas identificados com a realidade nacional. A obra aborda a definição particular do que é a família, assim como as questionáveis decisões que são tomadas em nome dela. Mas a lembrança de cada um sobre o que realmente aconteceu naqueles poucos dias, em que uma chuva que não parou de cair, não é necessariamente igual para os dois envolvidos.

    Teatro – “Chuva Constante

    Onde: Teatro Amazonas

    Quando: Dias 20 e 21 (sexta e sábado), às 20h, e 22 (domingo), às 19h

    Quanto: Frisa, Plateia, 1º e 2º Pavimentos – R$ 40; 3º Pavimento – R$ 20 (preços de meia-entrada)

    Classificação: 14 anos

    Informações: 3232-1768 e 3348-8434

    Por Mairkon Castro e Assessoria