Fonte: OpenWeather

    Cultura


    Harmonia do Samba confirma ‘retrô’ em Manaus

    No show do projeto, Xanddy aparece com figurino do início da carreira - Fotos: Divulgação

    Camisa regata, a famosa calça boca de sino e o tradicional pé no chão... É nesse estilo que Xanddy e toda a turma do Harmonia do Samba prometem voltar a Manaus para relembrar sucessos do final da década de 90, quando a banda explodiu em todo o território nacional, com o projeto ‘Harmonia das Antigas’.

    Sem divulgar a data, a empresária Bete Dezembro publicou um vídeo onde Xanddy fala do desejo em logo trazer para a capital amazonense o show.

    “Depois de um depoimento desse, tem como não fazer Harmonia do Samba em Manaus?Em breve, os maiores sucessos da banda e meu amigo Xanddy de [calça] boca de sino e descalço”, publicou a dona da Fábrica de Eventos.

    À reportagem, Xanddy falou que vai ser “marcante” realizar o Harmonia das Antigas na cidade por conta de toda a história que o grupo tem com a capital amazonense, inclusive com o DVD ‘Selo de Qualidade’ gravado em outubro de 2010.

    “Estamos loucos para ir logo a Manaus. Acredito e espero que seja ainda no primeiro semestre que a gente faça o Harmonia das Antigas no Norte todo. Vai ser marcante quando chegarmos em Manaus porque temos uma história muito forte com a cidade. Manaus faz parte do nosso início de carreira e de, no mínimo, 15 anos da nossa caminhada.

    Show retrô

    O ‘Harmonia das Antigas’ é o projeto mais novo do Harmonia do Samba. Lançado em agosto do ano passado, já passou por cinco cidades brasileiras e, em todas, teve os ingressos esgotados antes do início do evento.

    O projeto permite que a torcida – como, carinhosamente, o Harmonia caracteriza os fãs da banda – que acompanha a banda desde 1993, possa reviver as emoções do início da carreira e os admiradores mais novos, tenham a oportunidade de conhecer de perto como tudo começou.

    O clima retrô do “Harmonia das Antigas” não fica somente no repertório diferenciado. O evento traz também uma ornamentação que resgata momentos da época em que a banda realizava os ensaios na Capelinha, bairro soteropolitano. Selecionado e totalmente planejado, as músicas dão o tom e trazem a verdadeira essência daquela época.

    Além das canções próprias da banda e que se transformaram em grandes hits por todo o país, como “Uva”, “Pescocinho”, “Vem Neném” e “Agachadinho”, o set list das apresentações contempla também sucessos de outros grupos de pagode da época que representava, naquele tempo, 70% do repertório dos shows, como é o caso de “Agacha Mãe”, “Dança do Esquisito”, “Mole Mole”, “Carrinho de Mão”, “Segura o Tchan”, “Um Pouquinho de Atenção” e “Dicinha”.

    O show dura, em média, 3 horas.

    “A gente que acompanha o Harmonia sabe o quanto esse show está sendo bacana. Poder curtir o show em Manaus, só deixa a gente feliz e com a maior expectativa possível”, disse o estudante Adam Lincoln, 25.

    Compartilhando do mesmo sentimento, está a autônoma Gabrielle Formoso, 27. Ela acredita que o 'das Antigas' é uma das melhores ideias lançada pela banda. "Nos faz ter lembranças incriveis de todos esses anos ao lado deles. Vai ser casa cheia com toda certeza", enfatiza a fã que, disse que vai acompanhar o show ao lado de mais quatro amigas que acompanham há mais de 15 anos o grupo.

    "Toda grande história guarda na lembrança momentos que se eternizam. O tempo passa, você acompanha a atualidade, mas aquilo que te encantou permanece enraizado, como uma base sólida. E é assim em Manaus. Temos isso com os meninos e participar desse projeto seria um grande presente. Vai ser um mega sucesso", aposta outra fã, a contadora Karenn Diniz.

    Esquenta

    Para aquecer a ‘torcida’ e deixar tudo afinado para a maratona de shows durante o Carnaval, o Harmonia realiza ‘A Melhor Segunda-Feira do Mundo’. Este ano, o projeto completou 15 anos e teve sua última edição de 2017 na última segunda-feira (13), reunindo mais de 25 mil pessoas no Wet'n Wild, em Salvador.

    “O evento é cuidado para que as pessoas se sintam bem, como partes do negócio. A Melhor Segunda é um patrimônio do público que a gente só lidera. Sem essa torcida, vamos fazer o quê em cima do palco? Só começamos um negócio e depois encontramos ‘sócios’ (fãs) que abraçaram a ideia e fazem a coisa acontecer até hoje, de forma tão intensa e bonita”, falou o líder do Harmonia.

    A ‘fórmula’ para uma década e meia de sucesso do evento vem, segundo Xanddy, da relação entre a banda e os fãs. “A gente é muito fiel às nossas coisas e eu acho que o público sente isso. O Harmonia tem a sensibilidade de querer e escolher algo que o nosso público vai gostar muito. Algo que a gente gosta também. Os acertos vêm daí, dessa relação”, disse.

    A noite, que celebrava a paz, contou com outros dois shows: do Léo Santana e do cantor Thiaguinho.

    “Xandão além de ídolo e fonte de inspiração, é meu amigo. Desde molequinho, eu acompanho e imitava mesmo. É a primeira vez que faço um show completo na Melhor Segunda-Feira e me sinto honrado”, falou Léo, dizendo que ainda vai rolar muitas parcerias entre os cantores que pode rodar todo o país.

    O ex-líder do Parangolé também disse estar com saudades de Manaus e que espera reencontrar, em breve, os fãs da capital amazonense para apresentar o ‘Baile da Santinha’, o atual projeto da carreira solo do artista.

    Rosianne Couto

    EM TEMPO