Fonte: OpenWeather

    Cultura


    Turismo de luxo é 'alimentado' com experiências inéditas durante o Festival de Parintins

    Neste ano, há expectativa é de crescimento do número de visitante - Fotos: Divulgação

    O turismo de luxo no Brasil tem se destacado, dando notoriedade às experiências inéditas e diferenciadas, sobrepondo a escolha de destinos que têm como referência os hotéis e ambientes luxuosos. A tendência de mercado foi discutida no Travelweek São Paulo by ILTM, que aconteceu em abril deste ano, na capital paulista. Apostando nesse segmento, o Estado do Amazonas ganha com a oferta de experiências significativas, que despertam momentos raros de pura emoção. É o caso do Festival Folclórico de Parintins, que chega a receber 60 mil turistas a cada edição.

    A proposta do Parintins Sunset 2017 é valorizar o ambiente que se destaca pela biodiversidade

    Todos os anos, no mês de junho, o município de Parintins (distante a 369 km da capital) recebe uma invasão de turistas dispostos a assistir aos espetáculos dos bois Caprichoso e Garantido no bumbódromo. Neste ano, a expectativa é de crescimento do número de visitantes, segundo os empresários da região. Isso porque outros atrativos passaram a ser inseridos no contexto do festival folclórico e que seguem a tendência do mercado em alimentar o turismo de luxo, baseado em experiências inovadoras.

    É o caso do evento Parintins Sunset 2017, que irá levar um circuito de festas à Ilha do Boré (por estrada, distante a 5 minutos do aeroporto de Parintins). O local paradisíaco vem despertando os olhares dos visitantes que já começam a garantir seus ingressos para aproveitar a ilha e seus encantos.

    A proposta do Parintins Sunset 2017 é valorizar o ambiente que se destaca pela biodiversidade, o pôr do sol digno de um cartão-postal e, tudo isso, somado à música, atrações culturais e serviços diferenciados. O parintinense Fernando Lima, popularmente conhecido como “Boré” e dono do local onde será o circuito de festas, acredita no sucesso do evento em função do ineditismo e da originalidade.

    “Acredito, torço pelo festival de Parintins e quando são promovidos eventos paralelos, que agregam entretenimento, o município só tem a ganhar. Isso tudo atrai atenção dos turistas, movimenta o comércio, gera emprego e renda aos parintinenses. É a valorização das riquezas naturais e da cultura do nosso Estado”, diz o empresário.

    Comodidade

    O Festival Folclórico de Parintins acontece nos dias 30 de junho, 1º e 2 de julho, no bumbódromo, e, paralelamente à festa popular, o Parintins Sunset será realizado na Ilha do Boré, valorizando os dias quentes e festivos que antecedem o evento e durante o festival.

    A Ilha do Boré terá à disposição dos visitantes uma estrutura (píer, deck, áreas ao ar livre) com capacidade para receber 1.500 pessoas, que vão poder desfrutar da piscina, restaurante e confortáveis lounges. A decoração em LEDs, tecidos e luzes do local levam a assinatura dos artistas plásticos Herlerson Maia e Rossy Amoedo.

    Outro serviço que estará disponível aos turistas que optarem pelo Parintins Sunset é o translado em uma lancha catamarã, do porto de Parintins à Ilha do Boré. É justamente nesse percurso que os turistas aproveitam para “limpar a vista” com os belos cenários que cercam a Ilha Tupinambarana.

    Os lagos mais belos da região, como o Parananema, Zé-Açu, Canta Galo, Macurany, a lagoa Francesa, além do rio Amazonas – na frente da cidade de Parintins – fazem parte do roteiro com destino ao Boré.

    EM TEMPO