Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Feriado foi tranquilo na capital

    Criança brinca tranquilamente no feriado de Corpus Christi em na capital. - foto: Ricardo Oliveira/EM TEMPO.
    Criança brinca tranquilamente no feriado de Corpus Christi em na capital. - foto: Ricardo Oliveira/EM TEMPO.

    A chuva que caiu em Manaus no feriado de Corpus Christi contribuiu para reduzir o número de pessoas que procuravam as saídas da cidade para aproveitar o feriadão. Das principais vias visitadas pela reportagem, somente o porto do Ceasa apresentava maior demanda de pessoas.

    Ali, sete balsas atuaram até as 20h, em um fluxo considerado normal para uma quinta-feira, quando, pela manhã, cerca de 170 veículos já haviam feito a travessia para a região do Careiro, com estimativa de mais 300 saírem da capital no restante do dia. Os principais destinos foram Careiro da Várzea, Careiro Castanho, Autazes e Manaquiri.

    “Pela parte da sexta-feira à tarde, esse número deve aumentar, principalmente no sábado. Na manhã do fim de semana esperamos mais de 600”, afirmou o assessor da Superintendência Estadual de Navegação, Portos e Hidrovia (SNPH), Marinaldo Matos Guedes.

    Os turistas estrangeiros também marcaram presença no porto do Ceasa. O número aumentou 30% entre americanos, ingleses, chineses e colombianos, que, em grupos, utilizam voadeiras para irem aos hotéis de selva.
    Na rodoviária, o destino mais procurado foi  Boa Vista (RR), e de acordo com a atendente da Eucatur, Nubyane Ferreira, o fluxo de turistas também aumentou bastante.

    “A maioria é de venezuelanos. Apesar de eles falarem espanhol dá para entender o que eles querem”, afirmou.
    De acordo com a assessoria da Manauscult, no estande do órgão foi detectado um maior número de venezuelanos e colombianos que procuram mapas, casa de câmbio, locais de pontos turísticos, preços de táxis, linhas de ônibus para ir ao Centro e acesso aos outros Estados.

    A condição climática também influenciou o fluxo de carros da ponte Rio Negro, que foi considerado abaixo do esperado. Apesar disso, houve um aumento na quantidade de fiscais, de três para oito.

    “O fluxo depende do clima. Esperava cerca de 3 mil veículos, mas só apareceram 1,2 mil carros. Apesar disso, acredito que até domingo passem pela ponte cerca de 10 mil”, afirmou o cabo Santos Filho, do Batalhão de Trânsito.
    Na barreira da rodovia AM-010 (Manaus-Itacoatiara), o fluxo estava tranquilo, com a exceção de um pequeno problema com um motorista que tentou passar com cocaína na noite da quarta-feira (18) e foi preso quando verificado que ele tinha um mandado de prisão.

    Por Bruno Graça/Especial EM TEMPO