Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Bando é preso depois de fazer reféns e trocar tiros com a PM

    Após assaltar e manter reféns funcionários e clientes do balneário ‘Banho do Clóvis’, localizado no quilômetro 8, do ramal do Brasileirinho, bairro João Paulo, Zona Leste, cinco homens foram presos. A prisão ocorreu depois do bando tentar fugir e trocar tiros com a polícia. Dois dos suspeitos foram baleados, mas não correm risco de morte.

    Jorge Werbson Marinho de Macedo, 21; Williames Alho Siqueira, 23; Carlos Medeiros Belém, 19; Gonzaga Júnior Teixeira Pessoa, 24; e Joel Alencar Matos, 29, foram encaminhados para 14 º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

    Policiais militares da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que atenderem a ocorrência relataram que os cincos homens estavam armados e mantiveram funcionários e clientes reféns, por aproximadamente 30 minutos. Entre as vítimas estava uma grávida de quatro meses.

    “Eles entraram para roubar o estabelecimento, mas se depararam com muitas pessoas e ficaram com medo. Para não sair nada errado fizeram vários reféns e na fuga ainda atitaram contra a viatura policial. Os PMs revidaram e acertaram dois suspeitos”, informou um sargento da área – que preferiu não divulgar seu nome.

    Segundo a polícia, os suspeitos roubaram uma quantia em dinheiro do estabelecimento e pertences dos clientes, entre joias e cartões de crédito. Na fuga o bando usou um veículo modelo Corsa, de placa JNT 1701, porém, acabaram colidindo com uma Kombi.

    Os policiais informaram, ainda, que durante a fuga eles efetuaram disparos de arma de fogo contra a viatura policial, os PMs revidaram e dois suspeitos foram baleados e encaminhados ao pronto-socorro Platão Araújo, mesma zona, onde receberam atendimento médico. Os feridos tiveram lesões superficiais e receberam alta médica, ainda, na tarde de sábado.

    Os suspeitos foram autuados pelo crime de assalto à mão armada e encaminhados à cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro.

    Por Thaís Gama