Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Estudante sem antecedentes criminais é o primeiro na Audiência de Custódia

    Jovem de 18 anos vai responder em liberdade após ser ouvido pela juíza, pela defensoria e pelo Ministério Público – foto: divulgação
    Jovem de 18 anos vai responder em liberdade após ser ouvido pela juíza, pela defensoria e pelo Ministério Público – foto: divulgação

    O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Ricardo Lewandowski, e a presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargadora Graça Figueiredo, acompanharam a primeira audiência de custódia. A abertura do projeto aconteceu no fim da manhã desta sexta (7), no Auditório Desembargador Paulo Mendes, no Centro Administrativo Desembargador José Jesus Ferreira Lopes, edifício anexo à sede do TJAM.

    Criado pelo CNJ, o Projeto Audiência de Custódia consiste que presos em flagrante sejam ouvidos em 24 horas por juízes, em encontros presenciais com a participação de defensores e de membros do Ministério Público. A primeira audiência foi presidida pela juíza de direito, Andrea Jane Medeiros, titular da 5ª Vara Criminal do TJAM. Também participaram o defensor público Fernando Mestrinho e o promotor do Ministério Público, Márcio Nogueira.

    Bruno Araújo Amorim, de 18 anos, que foi preso em flagrante, na quinta-feira (6), por crime previsto no Artigo 155 do Código Penal (subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel), acabou sendo o primeiro a receber o benefício de responder em liberdade após a audiência de custódia. A juíza levou em consideração que ele é réu primário, tem endereço fixo e cursa o Ensino Médio através do Projeto de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

    Com informações da assessoria de comunicação

    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus