Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    No Alvorada, homem é executado a tiros, dentro de lan house

    Os peritos recolheram cápsulas de pistola 380 milímetros próximas ao corpo – fotos: Josemar Antunes
    Os peritos recolheram cápsulas de pistola 380 milímetros próximas ao corpo – fotos: Josemar Antunes

    O autônomo Francisco Queiroz de Souza, o ‘Chicó’, 24, foi morto a tiros na noite desta quinta-feira (27) dentro de uma lan house, localizada entre a rua 8 e avenida O, no bairro Alvorada 3, Zona Centro-Oeste de Manaus. O crime aconteceu por volta de 21h10.

    A câmera de segurança do estabelecimento registrou toda a ação e as imagens mostram o assassino chegando ao local e efetuando os disparos contra a vítima.

    Além de Francisco, no local havia mais seis pessoas, que saíram correndo em pânico. Após a execução, o assassino fugiu na companhia do comparsa, em uma motocicleta Honda, cor branca, placa desconhecida.

    Conforme mostram as imagens, o criminoso chegou ao local de boné vermelho, trajando uma camisa xadrez. Na ocasião, a vítima estava de costas e foi alvejada com cinco tiros pelo corpo, sendo a maioria na cabeça.

    De acordo com o cabo T. Conceição, da 10ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o crime, com características de execução, pode estar relacionado a acerto de contas motivado pelo tráfico de drogas.

    “O rapaz assassinado era bastante conhecido na área, mas infelizmente era envolvido com o tráfico de drogas e tinha algumas passagens pela polícia”, disse. Em consulta ao site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), nada consta que desabone a conduta de Francisco.

    Uma amiga da família, identificada como Anéia Malcher, 42, informou que a vítima não tinha envolvimento com o tráfico de drogas e que era muito querida no bairro.

    As imagens gravadas pelo estabelecimento serão usadas pelos investigadores da Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS) para ajudar na identificação do assassino.

    homicidio-alvorada2-josemar

    Os peritos do Instituto de Criminalística (IC) do Departamento de Polícia Técnico-Científico (DPTC) recolheram cápsulas de pistola 380 milímetros próximas ao corpo. A perícia criminal confirmou que a vítima foi morta com cinco tiros, que atingiram as costas e, principalmente, a região da cabeça.

    O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML) para exames de necropsia.
    O caso foi registrado no 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), mas o inquérito policial para apurar a morte e identificar os autores será investigado pela DEHS.

    Por Josemar Antunes