Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Cinco são presos por tráfico de drogas na Zona Sul

    A quadrilha foi encaminhada a cadeia pública desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no centro, já o adolescente será encaminhado a Delegacia Especializada em Atos Infracionais (Deaai). foto: divulgação/Rocam
    A quadrilha foi encaminhada a cadeia pública desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no centro, já o adolescente será encaminhado a Delegacia Especializada em Atos Infracionais (Deaai). foto: divulgação/Rocam

    Sandro Gomes Vasques, Diego Alessandro Fernandes Oliveira, Thales Andrade Pinheiro e Brendo de Lucena Ramos foram presos e um adolescente de 15 anos apreendido por volta das 3h da madrugada deste domingo (27) na comunidade Santa Luzia, bairro Japiim, Zona Sul da Capital, suspeitos de tráfico de droga.

    A prisão foi efetuada pela Policia Militar, por meio da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), sob a diligência do tenente Laio Pontes, após denuncias anônimas dando conta de que a quadrilha estava atuando na área e amedrontando os moradores.

    Ainda conforme informações do tenente, no momento da prisão, a quadrilha tentou fugir, mas foi contida pela guarnição. Com a quadrilha foi encontrada uma quantia não revelada de dinheiro, três armas - sendo uma pistola de calibre 12, um revolver calibre 38 e uma espingarda de uso artesanal -, além de balanças de precisão usadas para pesagem da droga e uma quantidade não divulgada de trouxinhas de cocaína, prontas para a venda.

    Quadrilha Comunidade Santa Luzia 2
    Todo o material apreendido pelos policiais foi levado para a delegacia, para comprovar o delito. foto: divulgação/ Rocam

    Os cinco homens foram encaminhados pela guarnição da Rocam ao 3ª Distrito Integrado de Policia (DIP), onde foram autuados em flagrante pelo crime de trafico de drogas e formação de quadrilha.

    Após os procedimentos, a quadrilha será encaminhada à cadeia pública Raimundo Vidal Pessoa, no Centro. O menor será encaminhado a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), onde ficará à disposição da Justiça.

    Por Mairkon Castro