Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Moradores da Cidade das Luzes protestam contra reintegração em frente à prefeitura

     A manifestação pedia a revogação do mandado de reintegração de posse da área, ocupada por mais de cinco mil famílias - foto: Diego Janatã
    A manifestação pedia a revogação do mandado de reintegração de posse da área, ocupada por mais de cinco mil famílias - foto: Diego Janatã

    Ainda sob ameaça de ‘despejo’, moradores da Comunidade Cidade das Luzes, no Tarumã, Zona Oeste, realizam na manhã desta quinta-feira (10), em frente à sede da Prefeitura de Manaus, uma manifestação pedindo a revogação do mandado de reintegração de posse da área, ocupada por mais de cinco mil famílias.

    A ação civil que estava prevista para acontecer na manhã de hoje, mas foi adiada por decisão da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Entre as justificativas dadas pelo órgão estão a questão de estrutura e logística, visando melhores condições  durante os trabalhos de retirada dos moradores.

    Mesmo após o cancelamento, moradores da comunidade Cidade das Luzes não se sentiram seguros com a informação, e se deslocaram para a frente da prefeitura, onde realizaram a manifestação e solicitaram a presença do prefeito, Arthur Virgílio Neto, para discutir o assunto. Segundo alguns protestantes, o objetivo é convencer as autoridades públicas, de cancelar a reintegração.

    “Estamos inconformados com essa situação. Somos famílias dignas, e merecemos respeito. É um absurdo que as autoridades da nossa cidade queiram nos despejar sem ao menos conhecer a nossa realidade. A gente se conforma com tão pouco e até isso eles querem nos tirar. Não temos para onde ir,”, disse a moradora  Maria da Silva,39 .

    Por Bruna Souza

    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus