Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Mais de 10 mil pessoas foram presas em 2015, diz SSP-AM

    Coletiva SSP-AM
    O balanco foi divulgado na tarde desta quarta - feira (13). foto - Diego Janatan.


    As ações integradas pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), em conjunto com as polícias Civil e Militar, resultou na prisão de 10.800 pessoas no ano passado, com média de 900 autuações por mês. Destas prisões, 3.335foram por envolvimento com o tráfico de drogas, seguidos de roubos. O balanço foi divulgado pelo secretário da SSP-AM, Sérgio Fontes, na tarde de ontem (13), na sede do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), localizado na avenida André Araújo, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus.


    Durante o encontro, que reuniu os representantes dos órgãos que integram o sistema de segurança pública, entre eles, o secretário Orlando Amaral, da Secretaria Executiva-Adjunta de Operações (Seaop), secretário Pedro Florêncio, da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e demais autoridades ligadas a segurança, o secretário da SSP-AM Sérgio Fontes destacou o avanço positivo dos trabalhos das policias e do apoio da Secretaria-Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai) no combate a criminalidade e violência urbana.


    “Com as ações policiais conseguimos tirar das ruas criminosos de alta periculosidade. A maioria destes criminosos por envolvimento com o tráfico de drogas, tivemos três mil prisões. Entretanto, tivemos um fato negativo com o aumento no número de homicídios na capital e no interior, mas que resultou nas prisões de autores”, afirmou o secretário Sérgio Fontes.


    O secretário Sérgio Fontes reiterou na primeira reunião quinzenal do sistema de segurança pública, o policiamento ostensivo diário nas ruas de Manaus e interior do Estado que resultou em várias prisões de criminosos envolvidos no tráfico, roubos e furtos.


    “Todos os órgãos envolvidos tiveram grandes atuações no combate à criminalidade, mesmo em tempo de crise. E este ano não será diferente, vamos manter a presença policial e combater os crimes com as operações”, disse Fontes.


    Em relação a população carcerária, o secretário da Seap, Pedro Florêncio informou que ações emergenciais estão sendo feitas para diminuir o número de presos nos presídios para impedir rebeliões ou fugas. Segundo ele, a construção de novas unidades prisionais é uma das soluções.


    Assaltos aos coletivos e latrocínios


    Com oito registros de latrocínios no mês de janeiro, o secretário Sérgio Fontes não considera alarmante, mas enfatizou que os esforços para identificar os autores serão mantidos para dar resposta a sociedade.


    Fontes admitiu que os assaltos aos coletivos ainda são frequentes, e por conta disso, a secretaria irá montar um banco com a identificação de assaltantes. Para diminuir esse problema, policiais descaracterizados estarão presentes dentro dos ônibus.


    Estruturas


    Para compor o Sistema de Segurança Pública, 320 novos servidores aprovados em concurso público já estão em treinamento e devem integrar o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops).


    Na ocasião, o secretário Sérgio Fontes adiantou mudanças nas estruturas das delegacias para diminuir crimes contra a vida, entre as unidades policiais, a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) para Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Outra novidade é o projeto ‘Todos pela Vida’, que será implantado no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste, área com maior número de ocorrências de criminalidade e morte violenta.


    Balanço


    Em comparação ano de 2014, o número de furto caiu em 2015 cerca de 3% na capital. Apesar de o número ser maior que 2014, os roubos tiveram uma redução gradativamente mês a mês. O combate ao crime organizado também teve um feito positivo no ano passado, quando 10 toneladas de drogas foram apreendidas, que resultou nas prisões de traficantes e a desarticulação de grandes quadrilhas integradas as facções criminosas. A SSP-AM destacou as operações realizadas com o apoio de instituições federais e do Estado. Em novembro do ano passado, a operação 'Cetano' desarticulou uma organização criminosa envolvida no desvio de combustível que abastecia termoelétricas de Manaus. No mês de outubro, a SSP-AM, em parceria com o Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), realizou a operação 'Blackout', no combate a diversos crimes em uma invasão, erguida em uma área do bairro Tarumã, Zona Oeste da capital.


    Por Josemar Antunes