Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Julgamento de pai que jogou filho de 4 meses no rio Negro continua sem data para acontecer

    Pescador Josias Alves é acusado de ter jogado o filho de quatro meses, dentro do rio Negro – foto: Arthur Castro
    Pescador Josias Alves é acusado de ter jogado o filho de quatro meses, dentro do rio Negro – foto: Arthur Castro

    Mesmo tendo confessado arremessar o próprio o filho de quatro meses, no rio Negro, em agosto do ano passado, o pescador Josias de Oliveira Alves, 29, ainda não teve o julgamento agendado pela Justiça. A última movimentação do processo que tramita no 1º Tribunal do Júri Popular, ocorreu no dia 16 do mês passado, com o pedido de revogação da prisão, solicitado pelos advogados de defesa do acusado.

    O parecer contrário ao pedido de revogação foi negado pelo promotor de Justiça Armando Gurgel Maia. A juíza do 1º Tribunal do Júri, Mirza Telma de Oliveira, já concluiu o processo, mas inda não definiu a data que será realizada a audiência de instrução de julgamento. Enquanto não for definida, Josias permanece preso no Comando de Policiamento Especializado (CPE) da Polícia Militar, no Dom Pedro, Zona Centro-Oeste.

    Crime
    Conforme as investigações da Polícia Civil, o crime ocorreu na noite de 14 de agosto do ano passado, no momento em que o pescador e a ex-companheira, Cleudes Maria Batista de Moraes, 23, mãe do bebe, conversavam sobre o valor da pensão alimentícia do filho. Em determinado momento, os dois teriam iniciado uma discussão, em seguida, Josias teria jogado o filho em pleno rio Negro.

    No decorrer das diligências, realizada pela Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), os dois apresentaram depoimentos contraditórios. Após negar em três depoimentos que não havia jogado a criança no rio, Josias confessou ao delegado titular da DEHS, Ivo Martins, a autoria do crime. Após o depoimento, ele foi preso no dia no dia 25 de setembro de 2015.

    Por Bruna Amaral

    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus