Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Médico morre depois de perder controle e capotar picape, no Tarumã

    A picape Mitsubishi, modelo L-200 Triton, cor cinza, de placa NOM-9815, bateu na mureta central da via e capotou matando o médico - foto: divulgação
    A picape Mitsubishi, modelo L-200 Triton, cor cinza, de placa NOM-9815, bateu na mureta central da via e capotou matando o médico - foto: divulgação

    O cirurgião ortopedista Igor Alexandre dos Santos, 52, morreu na noite desta quarta-feira (20), após o veículo que dirigia capotar no Complexo Viário 28 de Março, na avenida Santos Dumont, via que dá acesso ao aeroporto Eduardo Gomes, bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus.

    Duas crianças, de 4 e 8 anos de idade, filhos do médico, sofreram ferimentos leves e foram encaminhadas ao Pronto-Socorro Joãozinho, na Zona Leste da cidade.

    O médico Igor Alexandre voltava para casa com os dois filhos quando perdeu o controle da picape - foto: divulgação
    O médico Igor Alexandre voltava para casa com os dois filhos quando perdeu o controle da picape - foto: divulgação

    O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), informou que acidente aconteceu por volta das 20h, em uma curva do viaduto. A picape Mitsubishi, modelo L-200 Triton, cor cinza, de placa NOM-9815, bateu na mureta central da via e capotou três vezes e o condutor foi arremessado para fora do veículo e morreu no local.

    As duas crianças foram atendidas pelas equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levadas ao Pronto-Socorro Joãozinho, com ferimentos leves pelo corpo e passam bem.

    Familiares informaram que Igor voltava para casa, situado no bairro Tarumã, depois de buscar os filhos na escola. O carro do médico havia passado por manutenção na terça-feira (18). Peritos criminais do Departamento de Polícia Técnico-Científico (DPTC) estiveram no local para colher as possíveis causas do acidente. A princípio, o excesso de velocidade pode ter sido um dos fatores que provocou o acidente.

    Por Josemar Antunes