Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Na Zona Centro-Oeste, homem é preso após estuprar a própria sobrinha, de seis anos

    O homem foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável - foto: divulgação/PC
    O homem foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável - foto: divulgação/PC

    Um desempregado de 38 foi apresentado na manhã desta segunda-feira (11), na Delegacia Geral, suspeito de estuprar a própria sobrinha de seis anos de idade. O fato ocorreu na travessa São Roque, bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus.

    O suspeito foi preso por policiais civis da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), por volta do meio dia da última sexta-feira (8), na casa onde ocorre fato.

    Conforme a delegada da especializada, Juliana Tuma, vítima teria ido para a casa do suspeito no dia 2 deste mês, onde passaria férias escolares com o pai. No entanto, na última quinta-feira (7), a menina teria pedido insistentemente do pai para voltar para a casa da mãe dela.

    “A menina chorava muito e se queixava de dores abdominais. Diante da situação e percebendo um comportamento estranho por parte da filha, o responsável pela criança foi deixá-la na casa da mãe. O homem desconfiou que algo estivesse errado quando, na ocasião, o irmão dele pediu para acompanhar os dois. Durante o trajeto, o suspeito teria tentado intimidar a menina e ela permaneceu em silêncio, não aceitando alimentos e apresentando rigidez corporal”, explicou a delegada.

    Conforme a Depca, ao chegar à residência da mãe, a criança começou a apresentar dores no umbigo e dificuldades em se locomover e falar. Ela foi conduzida à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Campos Sales, no bairro Tarumã, na Zona Oeste. No local, médicos que atenderam a criança constataram que ela estava em estado catatônico e que o hímen dela teria sido manipulado.

    “A equipe da Depca foi informada sobre o caso e acionou profissionais do Instituto Médico Legal (IML), que providenciaram os exames necessários e, na manhã de sexta-feira, constatou-se a manipulação genital, confirmando a penetração. Sabendo da situação, o pai da menina prontamente suspeitou do irmão, que teria ficado bastante nervoso com o resulto dos laudos médicos. Durante as diligências, contamos com o apoio de uma psicóloga que atua na especializada. A criança acabou apontando o tio paterno, Charles, como o autor do estupro”, declarou Juliana Tuma.

    A criança foi internada e recebeu alta médica no sábado (9). Ela segue recebendo atendimento de psicólogos, pois ainda está em estado de choque por conta do delito, chegando muitas vezes a desmaiar.

    Apesar da confirmação do laudo pela equipe do Instituto Médico Legal (IML) e da declaração da vítima, o suspeito continua negando a autoria do crime. Ele alegou que a situação teria sido forjada pela mãe da garota.

    O tio foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável, previsto no Artigo 217-A do Código Penal Brasileiro (CPB). Após a realização dos procedimentos cabíveis no prédio da especializada, ele será conduzido à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

    Com informações da assessoria