Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Indígenas ocupam sede da Funai em Manaus e pedem apoio a reivindicações

    Ao menos 400 indígenas participaram do ato - foto: Diego Janatã
    Ao menos 400 indígenas participaram do ato - foto: Diego Janatã

    Com cartazes, arco, flecha, rosto e corpo pintado, pelo menos 400 indígenas de diversas etnias participaram na manhã desta quarta-feira (13) em Manaus do movimento ‘Ocupa Funai’. O grupo saiu do Boulevard Álvaro Maia, na Zona Centro-Sul, e seguiu em passeata para a sede do órgão, onde ocupou simbolicamente o prédio. O protesto finalizou com um grande ato na praça de São Sebastião, no Centro, onde os participantes encenaram danças, rituais e outras manifestações culturais.

    De acordo com o coordenador do Fórum de Educação Escolar Indígena (Foreeia), Gersem Baniwa, o ato pacífico teve o objetivo de chamar a atenção das autoridades e da sociedade para as mais diversas situações que a política indigenista e os povos indígenas vêm enfrentando, com a mudança de governo e crise política. Segundo ele, o movimento também é uma demonstração de apoio à Funai.

    “O movimento é ‘Ocupa Funai’, mas curiosamente é a favor da Funai, porque nós queremos uma Funai fortalecida, que tenha um presidente novo. Um presidente sensível com o compromisso dos direitos indígenas, garantido na constituição, principalmente no que diz a respeito aos direitos das terras, saúde e educação. Faz um pouco mais de um mês que estamos sem presidente. O governo está tentando articular um militar para a presidência, mas não queremos. Tem de ser alguém que ajude os direitos indígenas”, disse.

    Baniwa explicou que os indígenas aproveitaram o movimento para protestar sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215, que tramita na Câmara e altera as regras para demarcação de terras indígenas. Através da PEC caberá ao Congresso Nacional aprovar eventuais propostas de demarcação enviadas pela Fundação Nacional do Índio (Funai). Atualmente, o Ministério da Justiça edita decretos de demarcação a partir de estudos feitos pela Funai.

    Por Michelle Freitas

    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus