Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Preso um dos suspeitos de matar advogado durante assalto em Manaus

    Jonathas Fonseca foi indiciado por latrocínio e será encaminhado para a cadeia pública – foto: Janailton Falcão
    Jonathas Fonseca foi indiciado por latrocínio e será encaminhado para a cadeia pública – foto: Janailton Falcão

    O lavador de carros Jonathas dos Santos Fonseca, 27, foi apresentado na manhã desta quinta-feira (14) pela polícia como um dos envolvidos no latrocínio (roubo seguido de morte) do advogado Gilson Guimarães Lage, 87, ocorrido no último sábado (8), em Manaus.

    A prisão foi feita por policiais da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), na tarde de terça-feira (12), na avenida Constantino Nery, em cumprimento a mandado expedido pela juíza Margareth Rose Cruz.

    Conforme a polícia, outro homem, ainda foragido, teria sido o mentor do crime. Ele foi identificado como Rafael Queiroz dos Santos e seria um ex cliente da vítima.

    A dupla invadiu a casa do advogado, que também era fiscal aposentado da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), para roubar joias e dinheiro, mas a vítima reagiu e eles o mataram. Os assaltantes foram identificados por de câmeras de segurança de estabelecimentos próximos ao local do crime.

    O advogado foi encontrado estrangulado, com as mãos e os pés amarrados. O corpo estava dentro da casa onde morava, na avenida Ayrão, bairro Presidente Vargas.

    Jonathas Fonseca foi indiciado por latrocínio e será encaminhado para a cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da capital.

    Por equipe EM TEMPO Online