Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Morador denuncia invasão de área verde no Águas Claras, Zona norte

    De acordo com moradores do Águas Claras, a invasão começou a se formar no ano passado - foto: Marcio Melo
    De acordo com moradores do Águas Claras, a invasão começou a se formar no ano passado - foto: Marcio Melo

    Uma área de proteção ambiental localizada na rua B2, conjunto Aguas Claras, bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus, está sendo ocupada irregularmente por mais cem famílias, desde novembro do ano passado. A denúncia é de um morador identificado como Maurício Aires, 32, que mora no local há quatro anos.

    De acordo com Maurício, a ocupação começou há um ano. “Várias pessoas estranhas, que eu não conheço, vieram para cá em novembro e, menos de um mês depois, desmataram toda a parte do buritizal onde tinha fauna e flora. Vários bichos que ficavam nessa área foram mortos, como tatus e pacas”, disse.

    Mauricio acrescentou disse que está tendo muita dificuldade para vender o seu imóvel, por conta disso. “ Já estou há bastante tempo tentando vender a minha casa, só que não consigo, porque está desvaloriza devido à invasão. Tanto que aqui ainda não foi asfaltado, porque fizeram casa no meio da rua. Já denunciamos para os órgãos ambientais, só que até agora nada”, reclamou.
    Questionado sobre aumento da violência na área, Mauricio afirma que ainda não ocorreu, mas que já houve crimes de desemborcar pessoas mortas no local.

    Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) informou que encaminhará uma equipe de fiscalização ao local nesta segunda-feira, para verificar a localização e a caracterização da referida área ocupada, além das possíveis medidas já tomadas em relação à ocupação.

    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus