Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Motorista que atropelou engenheiro no viaduto do Coroado segue foragido; caso já está na Deat

    O responsável pela morte de Heitor Aparecido, identificado como Thiago Dinenlly Lima, ainda não tinha se apresentado em nenhum DIP da capital - foto: Ione Moreno
    O responsável pela morte de Heitor Aparecido, identificado como Thiago Dinenlly Lima, ainda não tinha se apresentado em nenhum DIP da capital - foto: Ione Moreno

    O processo que apura as circunstâncias do acidente ocorrido no complexo viário Gilberto Mestrinho, Zona Leste, que provocou a morte do engenheiro mecânico Heitor Aparecido da Silva, 56, no último dia 4, foi transferido na manhã desta quinta-feira (8), do 11º Distrito Integrado de Polícia (DIP), para a Delegacia Especializado em Acidentes de Trânsito (Deat), que ficará responsável pela ocorrência.

    De acordo com a Polícia Civil do Amazonas, o caso, que estava no 9º DIP devido ao procedimento de flagrante, foi encaminhado ao 11º DIP, distrito responsável por demandas daquela zona, porque no momento do acidente a vítima ainda não tinha ido a óbito. Como Heitor não resistiu aos ferimentos e faleceu um dia após o atropelamento, o processo teve de ser encaminhado a Deat, para que a equipe de investigação localize o suspeito do crime.

    Ainda segundo a polícia, até a manhã desta quinta, o responsável pela morte de Heitor Aparecido, identificado como Thiago Dinenlly Lima, ainda não tinha se apresentado em nenhum DIP da capital. A PC destacou que as investigações sobre o paradeiro do acusado tiveram início logo após a confirmação da morte do engenheiro. Durante o velório de Heitor, um familiar comentou que o suspeito do acidente estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa, devido a um processo de 2013, por embriaguez ao volante.

    “A busca pelo suspeito foi iniciada antes mesmo do processo ser encaminhada a delegacia especializada em acidentes de trânsito. Devido ao feriado, este caso só foi transferido para a Deat hoje. No mais, ainda não temos novidades. O suspeito até o momento não se apresentou, então o trabalho de localização deve continuar pelos próximos dias”, disse a PC.

    Segundo informações do segundo tenente da 11ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Siqueira Lobo, Heitor teria parado seu veículo, modelo Saveiro, de cor vermelha e placa OAN 1981, para ajudar outro carro, não identificado, que estava em pane.

    Um terceiro veículo, modelo Honda City, de cor preta e placa OAN 1579, que estava em alta velocidade, colidiu com o Saveiro, e lançou Heitor de cima do viaduto. O homem conseguiu cair em pé, mas fraturou diversas vértebras. O motorista do Honda City fugiu do local sem prestar socorro.

    Por Gerson Freitas

    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus