Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    PCC manda recado após massacre

    Cinco dias depois do massacre que deixou 56 detentos mortos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), onde parte dos presidiários que foram assassinados faziam parte da facção Primeiro Comando da Capital (PCC), os traficantes da organização criminosa enviaram um recado aos integrantes da Família do Norte (FDN), que assumiu a autoria das mortes.

    Na carta, os integrantes do PCC afirmam que farão represálias contra a FDN por conta dos assassinatos.

    "Diante dos fatos que aconteceram no dia 01/01/2017 em Manaus/Am, o Alto Conselho do Primeiro Comando da Capital, para região Norte, vem a público mostrar a sua indignação e revolta diante da barbárie contra nossos 28 irmãos. Além disso, aproveitar para expressar os sentimentos de pesar as Famílias de nossos irmãos. Adiantamos que essa chacina jamais vai ser esquecida, os irmãos todos do Brasil inteiro e nossos parceiros em outros países estão se mobilizando para dar uma resposta à altura a essa facção, auto denominada FDN, cujo reduto se concentra na Região Norte. Nossa Organização vai além de uma região, vai além do Brasil. Estamos em todos os lugares e, no momento certo, a resposta vai ser dada. Durante muito tempo tivemos uma convivência harmoniosa com nossos inimigos, pois a nossa meta sempre foi lutar contra o Estado e não contra nossos irmãos, mesmo que de outras Organizações. Saibam que vcs declaram guerra não só ao PCC, mas a todos aqueles que lutam contra o Estado corrupto brasileiro. Estamos fechados com a ADA, Bonde dos 40, até mesmo nosso rivais CVRL, CRBC, TCC, SS, CDL,TCP, PGC, SDC demonstraram apoio nesse momento. Repetimos essa chacina foi uma declaração de guerra contra o Tráfico de Drogas de Todo o Brasil e de todas as Organizações e Facções parceiras. Um FACÇÃO sozinha não será capaz de destruir anos de Aliança de Irmãos. Essa Dita Facção FDN será dizimada da face da terra. Uma guerra silenciosa travada nos morros, nas periferias do Brasil, nas favelas do Nordeste e Norte ganharão as ruas. Nossos 28 irmãos serão vingados. A mesma bandeira que desfraldaram com o sangue deles, escrita FDN no dia 01/01, será queimada e terá cravada a cabeça de todos aqueles fizeram isso com o crime no Brasil. Aos familiares dos nossos irmãos, estamos prestando toda solidariedade e ajuda como sempre fizemos e comunicamos aos parceiros que toda ajuda financeira é bem vida nessa empreitada. Parte da indenização que nossos irmãos irão receber está sendo negociada com as famílias e com o alto comando. No entanto, sabemos que não é suficiente. Contamos com a solidariedade e o apoio de todos os parceiros. Paz, Justiça e Liberdade PCC- Regional Norte. A união vai prevalecer”, escreveram os traficantes.

    Contra-ataque

    O secretário de Segurança Pública, delegado federal Sérgio Fontes, afirmou que é possível ocorrer sim uma represália do PCC contra a FDN e que a polícia vai tomar uma série de medidas para prevenir a ação do grupo criminoso.

    “Há possibilidade sim de ocorrer uma retaliação. Vamos colocar mais policiais nas ruas e evitar que essas ameaças se tornem realidade. Conversei com o Ivo (titular da DEHS) e verificamos que o número de homicídios foi grande hoje, mas teve alguns casos de crimes dentro de casa, não relacionado ao tráfico”, garantiu.

    Ana Sena

    Jornal EM TEMPO

    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus