Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Vídeo: desesperado, suspeito de homicídio nega fazer parte do PCC

    Adonai da Silva é suspeito de ter matado a facadas um homem identificado como ‘Anderson’ - foto: Reprodução/Youtube

    Um vídeo, que começou a circular pelo aplicativo WhatsApp, mostra o preso Adonai Leocádio da Silva,18, sendo pressionado por policiais militares da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a confirmar que faz parte da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

    Desde a tarde de ontem (10) o vídeo viralizou.

    Nas imagens, dois policiais militares forçam o preso a dizer que é integrante do PCC. Desesperado, Adonai nega que é da fação criminosa Família do Norte (FDN). “PCC não senhor, é FND. Para com isso”, diz o preso em um dos trechos do vídeo e repete a frase por várias vezes.

    Insatisfeitos com a negação do preso, um dos PMs levanta a camisa de Adonai e mostra uma ‘tatuagem’ escrita à caneta com as iniciais do ´PCC`.

    “O cara é do PCC. Olha aí, Família do Norte. Olha aí Zé Roberto, tem que arrancar mais uma cabeça”, fala um dos policiais, se referindo ao José Roberto Fernandes, o ‘Zé Roberto da Compensa’, um dos líderes da FND. O policial completa falando que o preso tem de afirmar que é do PCC olhando para a câmera do celular.

    Veja o vídeo:

    https://youtu.be/LXqkuqOprrY

    Em nota, a diretoria de Comunicação Social da Polícia Militar do Amazonas informou que o comando da instituição tomou conhecimento das imagens e determinou uma investigação preliminar, que será feita pela Diretoria de Justiça e Disciplina (DJD) da PMAM.

    Ainda segundo a nota, se ficar constatado que há indícios de autoria e materialidade de crime militar ou transgressão disciplinar praticado pela equipe que participou das imagens, será instaurado um inquérito policial militar para a apuração da conduta dos mesmos.

    Prisão

    Adonai da Silva foi preso no último sábado (7), suspeito de ter matado a facadas, no último fim de semana, um homem identificado como ‘Anderson’, no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste da cidade.

    Portal EM TEMPO