Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Homem é preso por desviar quase R$ 1 milhão de condomínios de luxo

    Desde junho 2016, Ivo desviou aproximadamente R$ 730 mil da conta de um dos condomínios - Luís Henrique Oliveira

    O administrador de empresas, Ivo José Caetano Filho, 45, foi apresentado, na tarde desta quinta-feira (27), no 16º Distrito Integrado de Polícia (DIP), localizado na rua Libertador, bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul de Manaus. O homem é suspeito de desviar mais R$ 700 mil da conta de condomínios da cidade.

    Segundo a delegada titular do 16º DIP, Alynne Lima, o indivíduo é dono de uma administradora que controlava as finanças de dois condomínios de luxo, situados nas Zonas Centro-Oeste e Sul, respectivamente.

    “O caso foi descoberto a partir da denúncia do síndico de um dos condomínios. Com as investigações, nós conseguimos verificar o desvio da conta do condomínio. Ele era responsável por efetuar todos os pagamentos, como água e luz. Então, ele conseguiu um token, uma chave de acesso para conta dos condomínios, e desviou o dinheiro para a conta de um terceiro”, disse.

    Desde junho 2016, Ivo desviou aproximadamente R$ 730 mil da conta de um dos condomínios, mas foi apenas descoberto em dezembro.

    “O síndico estava analisando a conta do condomínio, quando ele percebeu que sumiu entre R$ 300 a R$ 700 mil do fundo de reserva e do giro de capital. O suspeito alega inocência, mas as contas e a falta de registros entregam ele. Tudo desapareceu. Os prejuízos podem chegar à um milhão de reais”, disse o delegado titular do 19º DIP, Danilo Bacarin.

    Após a expedição do mandado de prisão, a equipe do 16º DIP, junto com os policiais do 19º DIP, que também investigava Ivo, deram início aos procedimentos para a prisão dele.

    O suspeito foi preso na tarde de quinta-feira (27), na avenida Brasil, bairro Compensa, Zona Oeste, em via pública no momento em que voltava para sua residência. Ele foi indiciado por estelionato e vai ser encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculina (CDPM).

    Manoela Moura
    Com informações de Luís Henrique Oliveira
    EM TEMPO