Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Presídios do AM registram baixo nº de visitantes, mas têm apreensões de objetos ilícitos

    Para o secretário de Estado de Administração Penitenciária, tenente coronel da Polícia Militar, Cleitman Coelho, a diminuição nos números é um reflexo da adaptação feita pela secretaria para os dias de visita - Felipe Moura/Seap

    O primeiro fim de semana liberado para visitas em todas as unidades localizadas no km 8 da BR-174 e Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), registrou uma redução de 48% no número de familiares que circularam nas sete unidades prisionais, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), nesta segunda-feira (30).

    De acordo com o secretário de Estado de Administração Penitenciária, tenente coronel da Polícia Militar, Cleitman Coelho, a diminuição nos números é um reflexo da adaptação feita pela secretaria para os dias de visita. "Avaliamos que dividir os pavilhões que recebem visitantes no sábado e os que recebem no domingo é o ideal, além de mais seguro para os próprios internos, seus familiares e os funcionários das unidades prisionais".

    Anteriormente o número de visitantes nos dois dias do fim de semana era de mais de 7 mil pessoas. No último fim de semana antes do Natal e Ano Novo, as unidades do Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) dos regimes fechado e semiaberto, Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), Penitenciária Feminina de Manaus (PFM) e Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), registraram 7.269 visitantes nos dias 17 e 18 de dezembro. Neste final de semana, as sete unidades registraram 3.762 visitantes.

    No último sábado antes das festas de fim de ano (17 de dezembro), as sete unidades tiveram 3.492 familiares de internos visitando seus parentes, já neste sábado (28) o número foi de 1.868. No dia 18 de dezembro (domingo), as unidades registraram 3.777 visitantes, quase o dobro do número de visitantes do dia 29 de janeiro, quando 1.894 familiares de internos passaram pelas unidades prisionais.

    O secretário Cleitman Coelho, ressalta ainda que as unidades do CDPM e Compaj tiveram momentos de grande fila e fluxo intenso de familiares nos procedimentos de revista. "O CDPM possui uma das maiores populações carcerárias atuais, o que consequentemente resulta em um grande número de visitantes. A Seap ajustou alguns pontos da semana anterior, quando o CDPM foi liberado para visita e tivemos melhoras nesta unidade, mas continuaremos a ajustar os procedimentos no CDPM para que a entrada dos familiares tenha mais fluidez. No sábado, o Compaj teve uma pequena demora nas filas, mas no domingo a situação foi contornada".

    Apreensão de materiais ilícitos

    Mesmo com o reforço nos procedimentos de segurança e revista foram registradas três ocorrências: duas no sábado (28) e uma no domingo (29).

    No sábado (28), o CDPM registrou duas ocorrências de visitantes portando materiais proibidos de circular nas unidades prisionais. Lúcia Helena de Souza Santos, companheira do interno Jackson Ribeiro do Nascimento, foi flagrada nos procedimentos de revista com um aparelho celular, uma bateria e um cabo usb. Alessandra Santos da Silva, companheira do interno Humberto Pereira de Freire Neto, também foi flagrada durante a revista com uma quantia de R$30,00. As duas mulheres tiveram suas autorizações de visita suspensa por 30 dias.

    O Compaj registrou no domingo (29), uma ocorrência envolvendo material entorpecente. Kamila Daiane Pena Thomé, companheira do interno Ivanilson Calheiro Amorim, estava com duas porções de entorpecente escondidas nas partes íntimas. Kamila foi conduzida ao 19º Distrito Integrado de Polícia (19º DIP) para os procedimentos de flagrante. A companheira do interno também teve a autorização de visita suspensa por 30 dias pela Seap.

    Com informações da assessoria