Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Oitos pontos de Wi-Fi são inaugurados na Vila Olímpica

    A ideia do governador é de sempre ampliar o acesso gratuito à internet - Divulgação

    A Vila Olímpica de Manaus, localizada na avenida Pedro Teixeira, Dom Pedro, Zona Centro-Oeste, recebeu, nesta quarta-feira (15), com oito pontos de Wi-Fi de acesso gratuito à população. Ao todo, são 100 MB de internet no complexo esportivo que vão facilitar a interação da comunidade com o mundo. Essa foi a primeira etapa do projeto Praça Digital, que atendeu a recomendação do governador do Amazonas, José Melo, em parceria com a Empresa de Processamento de Dados Amazonas S.A. (Prodam) e Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

    A primeira fase contempla a entrada da Vila Olímpica até a academia ao ar livre, que envolve também a pista de atletismo. A segunda etapa, prevista para ser entregue até o segundo semestre deste ano, vai envolver os ginásios poliesportivos, o kartódromo, e o Hotel da Vila. A rede é Sejel-Prodam e não existe senha para acessar o benefício. O Centro de Ginástica Bianca Maia tem uma rede própria.

    “Em dezembro, quando o governador José Melo visitou a Vila Olímpica, ele listou prioridades de obras e ações para que fossem entregues à população, e uma delas foi a Praça Digital. Desta forma, estamos inaugurando hoje os pontos de Wi-Fi, que vão servir não somente para os atletas, mas tambem à comunidade. A ideia do governador é de sempre ampliar o acesso gratuito à internet nos mais variados pontos da cidade e a Vila Olímpica está localizada num local estratégico de Manaus e é de fácil acesso”, destacou o titular da Sejel, Fabricio Lima.

    Internet para todos

     “Mais que aprovada”. É desta forma que o atleta João Penha, que mora há um ano na Vila Olímpica de Manaus, fala sobre a Praça Digital. Segundo ele, o acesso ao Wi-Fi possibilita o lutador vindo da Colômbia falar com a família e, de quebra, garante diversão.

    “O nosso dia a dia é muito estressante, de treinos, deitas, foco. E a internet me permite falar com meu pai, que está no Peru, matar a saudade da minha família e possibilita também lazer, pois ficamos conectados a jornais, sites, assistimos vídeos, e vou continuar usando”, disse.

    Para a administradora Ana Carla Soares, que tem duas filhas no projeto de Escola de Iniciação Esportiva, Fabiana e Laura, o acesso gratuito à internet possibilita uma cidade mais democrática e que busca soluções por meio da colaboração.

    “Eu venho deixar minhas filhas nas aulas de Iniciação em diferentes horários, às 8h30, e depois às 9h30, de Ginástica Rítmica e a outra no Judô. Neste meio tempo, estou conseguindo me manter conectada ao trabalho, a outros compromissos e não fico acumulando afazeres digitais, digamos assim. Isso facilita muito a vida e possibilita todas as classes a ingressarem numa vida digital, já que o serviço de internet ainda tem um custo elevado”, frisou.

    Outro que também aprovou a iniciativa foi Irineu Pantoja, de 64 anos. Segundo o aposentado, para economizar, ele não usa pacotes de dados de sua telefonia móvel, apenas o Wi-fi de sua casa e, agora, o da Vila Olímpica. “Agora tem duas coisas que gosto de fazer aqui na Vila, correr e ficar na internet. Mando até foto do meu treino para os meus netos. Excelente”, disse.

    Com informações da assessoria