Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Indígenas pedem posse de terra em área de preservação ambiental

    A manifestação durou apenas 20 minutos e a polícia foi acionada por moradores da área - Divulgação

    No final da manhã do domingo (19), por volta das 11h, cerca de 30 manifestantes indígenas da Comunidade Buriti se reuniram e interditaram a avenida Curaçao, bairro Nova Cidade, Zona Norte de Manaus, para reivindicar os direitos de posse da terra que ocupam. O espaço é considerado uma área de preservação.
    Segundo o Tenente R. Otero, da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que atendeu ao chamado de pessoas que moram perto do local da manifestação, os índios estavam com armas brancas e o protesto não durou mais que 20 minutos.

    “Eles invadiram uma área de preservação, desmataram e queriam chamar a atenção para reivindicar o espaço, pediam saneamento e mais infraestrutura para o local” comentou o tenente.

    Agentes da Polícia Federal e representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Manaus, estiveram presentes.
    Mesmo ciente dessa ocupação irregular numa área de preservação ambiental, o Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria de Estado da Segurança Pública do Amazonas (GGI – SSP/AM) ainda não tem nenhum planejamento para a retirada dos invasores do local.

    Segundo o órgão, apenas uma reintegração de posse está prevista para ser deflagrada nos próximos dias em outra localidade.
    O espaço, próximo a um cemitério indígena, já foi alvo de uma ação de retirada no dia 9 de setembro do ano passado, quando o Grupo Integrado de Prevenção às Invasões em Áreas Públicas do Estado do Amazonas (Gipiap) cumpriu o mandado
    de reintegração.

    Laize Minelli
    EM TEMPO

    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus