Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Por dívida de R$ 3 mil, detento tem mãe e esposa mantidas em cárcere

    O trio ainda chegou a ligar para o detento - que está na Vidal Pessoa - para ameaçar de morte as mulheres em cárcere - Ana Sena

    Os ex-presidiários Pedro Pinheiro de Lucena, 35, Yggor Hudson da Silva, 23, e Josilene Silva dos Santos, a "Lene", 36, foram presos nesta terça-feira (21), após manterem em cárcere privado a mãe e a esposa de um detento, identificado como Ronildo, vulgo "Cicatriz".

    A mulher e a mãe de “Cicatriz” – de 39 e 51 anos, respectivamente – foram mantidas em cárcere na rua do Comércio, comunidade Parque São Pedro, bairro Tarumã, Zona Oeste e, de acordo com a polícia, a ação do trio seria intimidar “Cicatriz” e fazer com que ele pagasse uma dívida de R$ 3 mil, referentes à venda de um carro, para outro detento, identificado como “Magrelo”.

    O trio, segundo a Polícia Civil, foi até a casa das mulheres para ameaça-las, caso elas não pagassem a quantia que "Cicatriz" estava devendo para "Magrelo". Algumas horas depois, os suspeitos voltaram para a residência, onde as mantiveram em cárcere privado por mais de três horas.

    Ainda de acordo com a PC, na casa, "Lene" e Pedro ligaram para "Cicatriz" – que está preso na Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa – e ameaçaram matar as mulheres se ele não entregasse o dinheiro.

    Conforme o titular do 20º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Rodrigo Sá, “Cicatriz” comprou o carro de dentro do presídio e não repassou o valor para “Magrelo”.

    "A Polícia recebeu uma denúncia informando que as mulheres estavam sendo feitas reféns dentro de uma casa e quando a Polícia Militar foi ao local, conseguiu efetuar a prisão dos suspeitos", relatou o titular.

    Ana Sena
    EM TEMPO